Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Município criou Gabinete de apoio à vítima de violência

O Município da Sertã celebrou um protocolo com a associação Amato Lusitano – Associação de Desenvolvimento (ALAD) cujo objetivo se prende com a inclusão social dos grupos de maior risco e vulnerabilidade. Foi já criado e está em funcionamento um espaço de atendimento a vítimas de violência, com serviços gratuitos e confidenciais de apoio social, psicológico e jurídico.

- Publicidade -

Em nota de imprensa, a autarquia refere que o designado espaço de atendimento funciona na Antiga Escola Primária da Abegoaria, junto ao Terminal Rodoviário da Sertã, nas primeiras e terceiras sextas-feiras de cada mês, com horário de funcionamento das 9h30 às 17h30, havendo ainda a possibilidade de deslocação a outras localidades.

Mais se informa que não existirá qualquer encargo com a criação ou a frequência do gabinete, quer para a autarquia, quer para os utentes, sendo os custos financiados através do projeto “BemMeQuer+: intervenção de proximidade”, fruto de candidatura da ALAD ao Programa Operacional Inclusão Social e Emprego/Fundo Social Europeu (POISE).

- Publicidade -

Quanto ao Protocolo de Colaboração, este prevê também um conjunto de ações de cooperação entre a autarquia e a Amato Lusitano na área territorial do concelho com apoio da equipa do Balcão Sertã 3G, prevendo-se a promoção de ações de educação/sensibilização a crianças e jovens em idade escolar sobre os temas: igualdade de género, violência entre pares e violência nas relações de intimidade, para prevenção de comportamentos violentos.

Também a dinamização de encontros entre profissionais que atuam diretamente com vítimas de violência, para revisão de procedimentos e reforço da rede de parceria, bem como a dinamização de ações de sensibilização, dirigidas a toda a comunidade, estão incluídas nas cláusulas de cooperação do referido protocolo, pode ler-se na mesma nota.

Recorde-se que a a Amato Lusitano (ALAD) é uma associação privada sem fins lucrativos com sede em Castelo Branco que iniciou a sua atividade em 1998. Tem como princípio fundamental o respeito pela igualdade e defesa dos direitos humanos e como missão desenvolver respostas de inclusão social articuladas e orientadas para o desenvolvimento das competências dos grupos de maior risco e vulnerabilidade, através da sua valorização pessoal, familiar, social e profissional, envolvendo a comunidade na resposta e na prevenção face às problemáticas identificadas.

Desde 2016 que a ALAD tem vindo a desenvolver uma resposta integrada e ativa no apoio às vítimas de violência doméstica, com a gestão de uma estrutura de atendimento e, mais recentemente, de um espaço de acolhimento de emergência, termina a informação da autarquia.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome