Sexta-feira, Fevereiro 26, 2021
- Publicidade -

Sertã | Militar da GNR põe termo à vida

A Associação dos Profissionais da Guarda confirmou o suicídio de mais um militar da GNR desta vez na localidade de Junceira, Sertã, na tarde de sábado, dia 25 de janeiro. Filipe Alves, de 39 anos, casado, pai de dois filhos menores, pôs termo à própria vida no interior de uma habitação usando uma arma de fogo pessoal.

- Publicidade -

O alerta foi dado por volta das 16:20, mas quando os meios de socorros chegaram ao local a vítima apresentava ferimentos graves e já estava em paragem cardiorrespiratória.

No local estiveram 11 operacionais apoiados por cinco viaturas, incluindo a GNR da Sertã que tomou conta da ocorrência.

- Publicidade -

Filipe Manuel Martins Alves era Guarda-Principal na GNR e estava colocado na Unidade Especial de Proteção e Socorro (UEPS) de Pampilhosa da Serra.

Um caso que acontece um dia depois de a Associação dos Profissionais da Guarda promover uma conferência em Lisboa sobre o tema ““Forças de Segurança – do burnout ao suicídio”.

A APG já veio a público lamentar mais este caso e endereçar votos de pesar e condolências aos familiares, amigos e colegas que consigo prestavam serviço.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

5 COMENTÁRIOS

  1. Algo de errado se passa nas Forças de Segurança e isto, não é só de agora, pois vai fazer doze anos que um filho meu já cometeu tal loucura…depois, hipocritamente, aparecem os PSICÓLOGOS da GNR como se resolvessem coisa alguma…que tratem condignamente os militares para que não cheguem a estes extremos de loucura!

    • Os meus pêsames (mesmo tarde)… imagino a sua dor. Eu tenho na familia um polcía e bombeiros .. mas especialmente os polícias e militares sofrem tanto… e são tão criticados.. teem uma profissão tão digna, de nos proteger. Que Deus os abençoe e que tenham melhores condições para não ficarem tão desesperados :( RIP ao seu “menino”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).