Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Mercado com produtos da terra na Alameda da Carvalha

O mercado mensal “Produtos da Terra” volta à Alameda da Carvalha, na vila da Sertã, este domingo, 20 de janeiro, colocando em destaque o azeite de produção local e regional. A partir das 10h00 poderão ser adquiridos produtos hortícolas, transformados e artesanato, nesta iniciativa do Município da Sertã.

- Publicidade -

A iniciativa decorre entre as 10h00 e as 17h00, havendo animação garantida pelo Grupo de Concertinas da Sertã, cuja atuação está prevista para as 15h00, pode ler-se na informação divulgada pelo município.

O mercado “Produtos da Terra” tem por objetivo ser uma iniciativa baseada numa “lógica de proximidade entre o cidadão e os produtores regionais”, garantindo que “quem procura produtos de qualidade pode assim fazê-lo num local próximo e sem recorrer às grandes superfícies”, pode ler-se.

- Publicidade -

Recorde-se que as inscrições para os produtores interessados em participar devem ser efetuadas na Casa da Cultura da Sertã imediatamente após a realização de cada mercado, até ao último dia de cada mês.

Para 2019 estão previstas as seguintes edições do mercado “Produtos da Terra”:
20 de janeiro – Azeite
17 de fevereiro – Artesanato
17 de março – Flores e Sementeiras
20 de abril – Doçaria Tradicional
19 de maio – Queijos e Enchidos
16 de junho – Frutas e Legumes
18 de agosto – Mel
15 de setembro – Vinho, Vinagres, Aguardente e Licores
20 de outubro – Castanhas e Frutos Secos
17 de novembro – Bolos de Todos os Santos
22, 23 e 24 de dezembro – Feira de Natal

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome