Sertã | Manto branco de espuma cobre ribeira do Amioso

Manto branco de espuma cobre ribeira do Amioso, na Sertã. Foto: DR

A ribeira do Amioso, que atravessa a Sertã, foi hoje coberta por um manto branco de espuma. As imagens do foco de poluição não tardaram a surgir nas redes sociais, tendo o vereador com o pelouro do Ambiente da autarquia da Sertã, Rogério Fernandes, referido que “a origem é desconhecida” mas que as autoridades “estão no terreno e a investigar o caso”.

PUB

PUB

“É um problema que acontece pontualmente, nomeadamente quando há chuvadas muito fortes, mas ainda não sabemos qual é a fonte da poluição”, disse aquele responsável. Para tentar identificar e responsabilizar os seus autores, Rogério Fernandes, que se encontrava em castelo Branco, disse ao mediotejo.net que a GNR, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), foi ao local recolher amostras e investigar o caso.

Foco de poluição cobre ribeira do Amioso na Sertã. Foto: DR

Existe uma zona industrial relativamente perto, paralela à ribeira do Amioso, um afluente da ribeira da Sertã que atravessa a vila e é zona natural e de lazer, mas o vereador disse não saber se a poluição terá ali a sua origem. “Não sabemos a origem do foco de poluição mas as autoridades estão a investigar”, disse o eleito, tendo afirmado ser de “lamentar” a ocorrência desta situação.

PUB
PUB
APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here