Sertã | IC8 recebe um dos novos radares que registam a velocidade média

O troço do IC8 no concelho da Sertã é um dos locais onde vão ser instalados radares em sistema de rotatividade, ou seja, que controlam a velocidade média dos veículos entre dois pontos da estrada. A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) recebeu luz verde do Governo para lançar o concurso para a compra e manutenção de 30 novos equipamentos a serem distribuídos até final de 2021 por zonas consideradas pontos-negros da sinistralidade no país.

Dez dos novos dispositivos previstos, entre os quais o que vai ser instalado no IC8, vão controlar a velocidade média entre dois pontos, uma novidade nas estradas nacionais. Com dois radares colocados a uma determinada distância é possível calcular a velocidade média da viatura, tendo em conta a hora de entrada e a hora de saída no troço controlado.

Se a distância percorrida for feita em menos tempo do que o mínimo necessário para cumprir a velocidade estipulada, considera-se ultrapassado o limite de velocidade e o proprietário do veículo recebe a coima em casa.

PUB

A ANSR explica ainda que os novos equipamentos estão desenvolvidos ainda para “medir, em simultâneo, a velocidade de vários veículos, mesmo nos casos em que estes circulam lado a lado ou a uma distância inadequada entre si”.

O IC8 é uma estrada que faz a ligação entre a A17, perto de Pombal, e a A23, próximo de Vila Velha do Ródão. Tem sido palco de muitos acidentes, alguns dos quais mortais.

PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).