Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã: Governo opta por requalificar atual Centro de Saúde

O atual edifício do Centro de Saúde da Sertã vai ser requalificado, caindo por terra a intenção da autarquia sertaginense de construir de raiz um novo edifício junto aos Bombeiros Voluntários. A falta de fundos comunitários foi a razão invocada pelo Ministério da Saúde para se optar pela requalificação do atual edifício em detrimento da construção de um novo.

- Publicidade -

A informação foi dada ao mediotejo.net por José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, quando questionado se já haveria novidades relativamente ao Centro de Saúde. “Já há futuro, tive uma reunião onde ficou assente requalificar o edifício existente porque não há fundos”, avançou o autarca ao mediotejo.net lamentando esta opção.

“Os países pobres não optam pelas melhores soluções porque não têm condições para optar pelas melhores soluções e vão requalificar o atual Centro de Saúde”, lamentou o autarca que sempre defendeu a construção de um edifício de raiz argumentando que o atual edifício tem grandes problemas estruturais e que o investimento na requalificação daquele espaço ficaria pelo mesmo preço da construção de um edifício novo.

- Publicidade -

Segundo explicou José Farinha Nunes, o Governo justificou que a requalificação do atual espaço fica mais barato, sendo que o concurso público para requalificação do centro de saúde da Sertã terá um preço base de 600 mil euros, valor esse que, para José Farinha Nunes “depois, estou convencido que será ultrapassado porque surgirá necessidade de fazer outras intervenções”.

O autarca salientou que as obras irão arrancar “garantidamente ainda este ano”.

(Foto: mediotejo.net)
O tema do Centro de Saúde da Sertã foi várias vezes tema de discussão durante a reunião do executivo camarário em que o presidente da autarquia sempre defendeu a construção de um edifício novo e os vereadores do PS a requalificação do atual (Foto: mediotejo.net)

Recorde-se que José Farinha Nunes já tinha referido em algumas reuniões do executivo camarário que, com a construção de um novo centro de saúde, as atuais instalações poderiam ser adaptadas para receber uma Unidade de Cuidados Continuados chegando a afirmar que esta seria uma situação mais vantajosa para o Ministério da Saúde que ficaria com dois edifícios, um novo e outro praticamente novo adaptado a cuidados continuados que também pertencem à saúde. “Nós estamos a comparticipar com o terreno e com o projeto do novo centro de saúde e com a requalificação do atual centro de saúde que são cerca de 600/700 mil euros”, reforçou José Farinha Nunes numa das reuniões de Câmara.

Vítor Cavalheiro, vereador do PS na autarquia da Sertã, que tem defendido a requalificação do atual Centro de Saúde, congratula-se com esta decisão do Governo reforçando que “a localização do atual edifício é excelente”. Ao mediotejo.net, Vítor Cavalheiro referiu que “neste momento, o nosso maior problema no concelho não são as instalações, é o esvaziamento do Centro de Saúde que já teve serviços que hoje não tem, como o laboratório e espacialidades, hoje funciona como uma mera extensão de saúde que tem Serviço de Atendimento Permanente”.

Sobre o destino do terreno junto aos Bombeiros Voluntários da Sertã que a autarquia tinha guardado para a construção do novo centro de saúde, José Farinha Nunes avançou que “já há empresários de fora do concelho interessados naquele terreno para ali desenvolver um projeto também ligado à área da saúde”.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here