Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Festival de cerveja artesanal regressa à Alameda da Carvalha

Entre os dias 22 e 25 de agosto a sexta edição do Provart, festival de cerveja artesanal, decorre na Alameda da Carvalha com um programa variado, com espetáculos musicais, workshops e inúmeras atividades.

- Publicidade -

Nesta iniciativa do município da Sertã, em parceria com a Get Mood, participam 16 produtores de cerveja artesanal de todo o país.

Entre as atividades previstas para este ano contam-se o Concurso de Cerveja Caseira e Artesanal, um workshop de Cerveja Artesanal, uma sessão de Beer Yoga, a palestra «Micróbios da cerveja – os bons, os maus e os vilões e como os distinguir» e o workshop de Off-Flavours.

- Publicidade -

No cartaz musical, os destaques vão para as atuações de Capas, Copos e Guitarradas (22 de agosto; 21h30m), Octanas (22 de agosto; 23h30m), 24 Robbers Swing Band (23 de agosto; 21h30m), Budda Power Blues (23 de agosto; 23h), Vicent McCallum e David Almendra (24 de agosto; 01h), Miguel Araujo (24 de agosto; 18h), Dona Carioca (24 de agosto; 21h) e Terra Livre (24 de agosto; 23h).

“O Provart tem sido uma aposta ganha, demonstrando que é possível ter eventos absolutamente diferenciadores no concelho da Sertã e dirigidos a novos públicos”, defende José Farinha Nunes, presidente do município da Sertã.

Segundo o autarca, “a estratégia turística da Câmara Municipal da Sertã tem no Provart um dos seus eventos-âncora. Têm sido criadas dinâmicas interessantes e que continuaremos a aprofundar nesta edição”.

O Provart, que se assume como “a grande festa da cerveja artesanal da Sertã”, conta este ano com a presença de 16 cervejeiros de todo o país, que apresentarão as suas produções.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome