Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Feriado municipal é comemorado sem hastear bandeiras

Com o edifício dos Paços do Concelho em obras, este ano as comemorações do feriado municipal na Sertã são mais reduzidas, o que motivou críticas do vereador Vitor Cavalheiro (PS).

- Publicidade -

Na reunião de câmara do dia 21 e em resposta ao vereador socialista, o presidente José Farinha Nunes (PSD) resumiu o programa das comemorações que se realizam no sábado, 24 de junho. Foi nesse dia do ano 1360 que nasceu em Cernache do Bonjardim D. Nuno Álvares Pereira, patrono do concelho.

O programa de sábado começa às 8.45 horas com a deposição de uma coroa de flores junto à estátua de Nuno Álvares Pereira em Cernache do Bonjardim.

- Publicidade -

Segue-se uma arruada pela fanfarra dos bombeiros da vila, após o que se realiza um beberete.

Este ano, não se realiza o habitual hastear da Bandeira Nacional no Edifício dos Paços do Concelho dado que o imóvel está a ser alvo de obras de requalificação que deverão estar concluídas a 15 de julho. Pelo menos foi esta a data avançada pelo Presidente da Câmara na reunião do dia 21.

Integrado nas comemorações está a quarta edição do “PROVART”, um festival dedicado à cerveja artesanal e à animação musical, que decorre de 23 a 25 de junho, na Alameda da Carvalha.

Nos vários stands de produtores é possível degustar mais de 60 marcas de cerveja artesanal nacional, cada uma com o seu aroma, sabor e textura.

No recinto do festival serão apresentadas iguarias da gastronomia regional, apresentando pratos típicos e doces conventuais. No cartaz alinham ritmos de Pop-Rock, Rock and Roll, Música Portuguesa, Folk e sonoridades balcânicas.

O “PROVART” decorre no dia 23, das 18 às 2 horas, dia 24, das 15 às 4 horas e dia 25, das 15 às 21 horas.

Ainda sobre o programa do feriado municipal, dia 24, pelas 20 horas há o encerramento do torneio de futsal Luís Gouveia no pavilhão desportivo da Sertã.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome