Sexta-feira, Fevereiro 26, 2021
- Publicidade -

Sertã | Federação Portuguesa de Futebol devolveu habitações a famílias do concelho

A comitiva da Federação Portuguesa de Futebol voltou esta terça-feira, dia 29 de maio, à Sertã, para devolver as casas recuperadas pelo fundo solidário “Tudo por Portugal”. Duas famílias da freguesia de Troviscal puderam assim voltar aos seus lares, com melhores condições de vida. Fernando Gomes, presidente da FPF, mencionou tratar-se do “dia de renascer das cinzas” em que a força da solidariedade do futebol nacional deu frutos.

- Publicidade -

Fernando Gomes recordou, na sua intervenção, o momento de visita às obras de reconstrução das duas casas, e assumindo que “é um dia de felicidade e alegria por poder contribuir para as duas famílias tenham dias melhores, tenham o seu espaço onde viver, a sua casa, a possibilidade de educar os seus filhos, de passar o resto das suas vidas de uma forma mais feliz, mais tranquila”, desejando que “nunca mais tenham a dor de novamente acontecer aquilo que aconteceu em outubro”.

“Por um lado estamos muito felizes por ter tomado a iniciativa que permitiu que 12 das famílias afetadas pelos fogos de outubro tenham a possibilidade de ver reconstruídas as suas casas, e portanto, estas famílias (…) muito dificilmente teriam condições para as reconstruir”, disse, acrescentando que foi ultrapassado um “momento de tristeza” apesar de não se esquecer “aquela noite fatídica em que viram os seus pertences, as suas casas, desaparecerem”.

- Publicidade -

Foto: mediotejo.net

Por seu turno, o autarca da CM Sertã disse tratar-se de um “ato muito simbólico mas cheio de significado, basta ver que houve entidades que, por causa dos fogos florestais, se lembraram do concelho da Sertã.

E isso nós temos que publicamente reconhecer” notou José Farinha Nunes, acrescentando que apesar de a Federação Portuguesa de Futebol não estar ligada à área da Proteção Civil, se lembrou de desenvolver ações “nestes momentos mais difíceis que aconteceram no ano transato por causa dos incêndios que destruíram quase 17 mil hectares dos 45 mil do concelho da Sertã”.

José Farinha Nunes continuou os seus agradecimentos indicando ainda ser intenção da autarquia reforçar “parceria” com a Federação Portuguesa de Futebol, tendo mencionado Fernando Gomes, presidente da FPF, como “alguém com uma sensibilidade muito grande” e com “qualidades humanas” que veio apoiar duas famílias carenciadas.

Quanto às famílias, o autarca desejou “uma vida digna, que fiquem melhor instalados do que estavam mesmo antes dos incêndios, é para isso que nós trabalhamos. Queremos que tenham melhor qualidade de vida e penso que com este apoio enorme da Federação Portuguesa de Futebol ficarão bem melhor”, terminou.

Também na sessão esteve Manuel Candeias, presidente da Associação Distrital de Futebol de Castelo Branco, deu as boas-vindas a Fernando Gomes e notou a visita “originada por uma causa bastante nobre”, referiu, agradecendo a generosidade da FPF. O responsável disse ainda não estar espantado com este ato da parte da FPF, uma vez que entende que “o futebol é também muita amizade, muito convívio, e principalmente muita solidariedade”.

Às famílias apoiadas, Manuel Candeias deixou votos para que recordem este dia como “um dia importante da sua vida, de felicidade, o dia em que vão rejuvenescer o seu sangue”.

As duas famílias apoiadas no concelho da Sertã foram ainda convidadas pela FPF para assistir ao jogo Portugal x Argélia, dia 7 de junho, no Estádio da Luz, jogo de despedida antes de seguir para o Mundial na Rússia. Foto: mediotejo.net

Uma das casas situa-se em Marinha de Vale Carvalho, na freguesia do Troviscal, e pertence a uma família inglesa. Thomas Burkhardt e Andrea Mahivi estiveram na cerimónia com os seus dois filhos, e a felicidade e gratidão estavam estampadas nos seus rostos.

A segunda habitação, localizada na Macieira, também na freguesia do Troviscal, ficou totalmente destruída pelo fogo, obrigando a obras de reconstrução de base, o que levou os proprietários, um casal de idosos, a ser acolhido na casa de familiares. Só esta terça-feira António Costa Nunes e Prazeres Nunes puderam regressar ao seu lar de uma vida, recebendo as chaves reais além das simbólicas oferecidas na sessão, tendo agora todas as condições na habitação para que dela possam usufruir.

Recorde-se que as duas casas reconstruídas pela FPF e entregues aos proprietários no concelho da Sertã fazem parte de um total de 12 habitações recuperadas com o apoio da Federação Portuguesa de Futebol, na sequência da campanha “Tudo por Portugal”, que permitiu a angariação de 721.941,79€, provenientes das receitas de bilheteira dos jogos com Estados Unidos e Arábia Saudita, das linhas telefónicas do call center solidário e de donativos feitos diretamente à FPF.

Nesta terça-feira, 8 das 12 casas já estão praticamente concluídas, tendo sido entregues 6 habitações para que as pessoas possam “refazer as suas vidas”, indicou Fernando Gomes, dando conta que a FPF “não deixará, sempre que lhe for possível, de fazer ações como a que hoje aqui estamos a levar a cabo, para que os portugueses sintam um pouco daquilo que é a solidariedade institucional da Federação, dos seus jogadores, das suas equipas técnicas, dos seus colaboradores, um pouco do que é o futebol nacional”.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).