Sertã | Executivo camarário receia que Barragem do Cabril fique sem vigilantes

Barragem do Cabril. Foto: DR

O executivo camarário da Sertã está preocupado com a possibilidade da Barragem do Cabril, na freguesia de Pedrógão Pequeno, venha a ficar sem vigilantes passando a ser monitorizada eletronicamente. O assunto foi abordado na última reunião de câmara, a 15 de março, ocasião em que os vereadores tomaram conhecimento de uma carta enviada à câmara pelo presidente da Junta de Freguesia de Pedrógão Pequeno, Manuel Dias, a pedir que o executivo tomasse uma posição sobre este assunto.

PUB

O motivo  prende-se com o facto da EDP ter avançado com a abertura de um concurso para que 26 das 39 barragens que gere começassem a ter apenas vigilância eletrónica o que resultará na despensa dos vigilantes.

O presidente da Câmara da Sertã, José Farinha Nunes (PSD) referiu que esta medida “faz parte da gestão da EDP” mas a autarquia pode tomar uma posição, no sentido de sensibilizar a EDP e evitar despedimentos.

PUB

Também o vereador do PSD, Jorge Coluna, referiu que “mais grave que a perda de postos de trabalho, é a segurança nacional que está em causa”. Acrescentou que sem ninguém a vigiar a estrutura “qualquer pessoa chega ali e faz o que quer” sendo que o tempo de reação que vai existir para socorrer uma situação grave que ali ocorra fica muito diminuído. “Temos que zelar pela segurança do concelho. A EDP só pensa em lucros e nós temos que pensar que há coisas mais importantes para além disso”, considera Jorge Coluna.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here