Sertã: EN238 e IVS dominam discussão na Assembleia Municipal

Ponte Vale da Ursa na EN238 (Foto DR)

A Estrada Nacional 238, que liga Sertã-Ferreira do Zêzere-Tomar, que se encontra em elevado estado de degradação e que tem sido alvo de sucessivos pedidos de reabilitação por parte dos municípios que atravessa, vai deixar de ser regional e passar para a responsabilidade das Infraestruturas de Portugal.

PUB

A medida foi avançada por José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, durante a última sessão da Assembleia Municipal, que decorreu no dia 24 de junho, depois de ter sido questionado por vários deputados eleitos sobre o ponto de situação desta via rodoviária.

Diamantino Pina, presidente da União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais, durante a sua primeira intervenção mencionou, sobre a EN238, que “andaram a por betão sobre barreiras podres”, referindo-se à atuação da Ascendi (concessionária daquela via rodoviária) ao ater andado a colocar placas de betão na EN238 em barreiras que “estão podres”.

PUB

O presidente da União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais sugeriu que a autarquia da Sertã chame a atenção “deste facto lamentável” às Infraestruturas de Portugal, dizendo ainda que “se houver alguma derrocada, a autarquia tem de declinar qualquer responsabilidade neste assunto, mostrando que deu conhecimento da situação” às autoridades competentes. Diamantino Pina acrescentou ainda que a União de Freguesias já enviou ofícios à Ascendi e Infraestruturas de Portugal sobre este assunto “e nunca nos responderam”.

Também Nuno Melo (PSD) e João Carlos Almeida (PSD) fizeram intervenções sobre a EN238 em que o primeiro questionou a autarquia se já existe projeto das Infraestruturas de Portugal para a requalificação daquela estrada entre Cernache do Bonjardim e Ferreira do Zêzere; sendo que, por sua vez, João Carlos Almeida referiu que ”não sei qual é a estratégia das Ascendi para esta estrada” dizendo que até os pequenos partidos com assento na Assembleia da República, como Os verdes, já fizeram intervenções sobre esta estrada e que “devemos de aproveitar esta onda de reclamação junto das autoridades para resolver a situação desta estrada”.

PUB
Executivo camarário da Sertã durante Assembleia Municipal de 24 de junho (Foto: mediotejo.net)
Executivo camarário da Sertã durante Assembleia Municipal de 24 de junho (Foto: mediotejo.net)

José Farinha Nunes, presidente da autarquia da Sertã, avançou que “vai ser dado um primeiro passo com esta estrada que vai deixar de ser regional e passar a ser nacional para ficar na responsabilidade das Infraestruturas de Portugal”.

A Ascendi fica assim sem a concessão desta estrada regional e a estrada passará a ser nacional e “as Infraestruturas irão analisar a requalificação que irá ser feita”, havendo dois ou três estudos feitos, referiu o autarca da Sertã.

“O primeiro passo muito importante é que esta estrada vai deixar de ser responsabilidade do município da Sertã, entre Cernache a até estalagem do Vale da Ursa, e passar para a responsabilidade das Infraestruturas de Portuga”, destacou José Farinha Nunes.

Instituto Vaz Serra e os contratos de associação

Para além da EN238, a situação do Instituto Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim, face aos contratos de associação foi outro dos temas principais que dominaram as intervenções na Assembleia Municipal da Sertã.

Recorde-se que na sessão extraordinária da Assembleia Municipal da Sertã de 16 de maio foi aprovada uma moção, apresentada pelo PS, onde fica definido que presidente da autarquia deverá solicitar uma reunião com o Ministro da Educação para expor “a realidade concreta do ensino no nosso concelho e em particular a situação do Instituto Vaz Serra”.

Essa reunião com o Governo já foi pedida mas ainda não se realizou, conforme explicou José Farinha Nunes durante a sessão da Assembleia Municipal: “foi pedida uma reunião com o Ministro e a Secretária de Estado da Educação e os presidentes das autarquias ainda não foram chamados para a reunião e quando isso acontecer espero que as coisas corram como merecem que devem correr”.

Diamantino Pina, presidente da União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais referiu numa das suas intervenções que entregou na semana passada um ofício ao Governo onde salientam a “nossa profunda indignação” por ainda não terem sido recebidos pela Secretária de Estado e Ministro da Educação sobre a questão do Instituto Vaz Serra.

Instituto Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim, tem a decorrer normalmente as matrículas para os 5º, 7º e 10º anos, apesar de ainda não ter garantida a extensão dos contratos de associação (Foto: IVS)
Instituto Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim, tem a decorrer normalmente as matrículas para os 5º, 7º e 10º anos, apesar de ainda não ter garantida a extensão dos contratos de associação (Foto: IVS)

Segundo explicou José Farinha Nunes ao mediotejo.net, no seguimento da lista publicada pelo Governo que permitia a abertura de turmas com extensão de contratos de associação, para o Instituto Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim, “o 5º 7º e 10º anos estava previsto perder os contratos de associação, mas o processo não está encerrado, será encerrado depois desta reunião com os presidentes de câmara e deverá de estar tudo definido antes do início do ano letivo, mas matriculas estão a ser apresentadas e vamos depois ver como será depois da reunião”.

Presidente da República vai visitar concelho da Sertã

O deputado Nuno Melo (PSD) voltou a falar da criação de um centro de interpretação de D. Nuno Álvares Pereira em Cernache do Bonjardim referindo que o Presidente da República irá certamente apoiar este projeto e sugeriu à autarquia que convide Marcelo Rebelo de Sousa a visitar o concelho para se inteirar deste projeto.

Sobre este assunto, José Farinha Nunes adiantou que já contactou o Presidente da República e que este virá ao concelho da Sertã, em princípio no último trimestre deste ano, e nessa altura será falado o projeto do Centro de Interpretação de D. Nuno Álvares Pereira.

Plano Estratégico apresentado em setembro

O Plano Estratégico Municipal da Sertã “está concluído e vai ser entregue até ao final deste mês de junho e depois a apresentação pública deverá ser feita em setembro”, avançou José Farinha Nunes ao mediotejo.net.

Nesta sessão da Assembleia Municipal da Sertã foi ainda discutido e aprovado o projeto de Regulamento do Conselho Municipal da Juventude da Sertã.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here