- Publicidade -

Sertã: Edifício do Centro de Saúde vai ser totalmente requalificado

José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, garantiu na última reunião de executivo camarário que o atual edifício do Centro de Saúde vai ser totalmente requalificado.

- Publicidade -

O assunto foi abordado na última reunião de Câmara da Sertã, realizada no dia 28 de setembro, quando o vereador Vítor Cavalheiro (PS) questionou o presidente da autarquia se tem conhecimento do tipo de intervenção que vai ser feita no edifício do Centro Saúde, após a decisão tomada pelo Governo de não construir um novo edifício, conforme defendia José Farinha Nunes.

“Não devemos de aceitar uma requalificação qualquer, não é chegar ali e mudar uma telha”, salientou Vítor Cavalheiro dizendo que desconhece o tipo de intervenção que vai ser feita no local.

- Publicidade -

“Espero que seja uma requalificação profunda e não uma operação de cosmética”, referiu o vereador Vítor Cavalheiro dizendo que “tem de haver funcionalidade quer para os utentes, quer para os profissionais que lá trabalham”.

José Farinha Nunes esclareceu que, inicialmente, era para ser uma intervenção só ao nível da cobertura, mas que depois de todo o processo o que foi decidido foi uma requalificação total do interior, “ficando um Centro de Saúde praticamente novo, o que me deixa satisfeito”. O autarca disse que não tem em sua posse o projeto mas que o mesmo poderá ser pedido ara que todos tenham conhecimento da intervenção a fazer no local.

Regeneração da Rua do Vale

O estado de abandono e que se encontra a Rua do Vale, na Sertã, com o encerramento de algumas lojas, foi outro dos temas abordados pelo vereador Vítor Cavalheiro durante a reunião de Câmara. “A situação tem sido cada vez mais degradante e com o encerramento de quatro estabelecimentos é ainda pior”, referiu o vereador do PS.

José Farinha Nunes explicou que a autarquia teve de aguardar pelos fundos comunitários para poder avançar com a regeneração urbana, para criar espaços de estacionamento e também colocar ali alguns serviços públicos “para revitalizar aquele espaço”.

Vítor Cavalheiro (PS) referiu ainda que a Praça da República foi, erradamente, transformada em zona de estacionamento e José Farinha Nunes explica que aquele vai ser um dos espaços alvo de reabilitação urbana.

Sobre os fundos comunitários, José Farinha Nunes informou que agora foi criado o termo de “overbooking” que permite que em 2019 haja novas candidaturas a fundos de obras que não foram feitas. “Estamos atentos às candidaturas e vamo-nos candidatar a tudo o que for possível”, garantiu o autarca.

Dois refugiados irão chegar ao concelho da Sertã

Vítor Cavalheiro (PS) questionou ainda o presidente da autarquia da Sertã sobre a presença de refugiados no concelho ao que José Farinha Nunes informou que virão dois refugiados (homens, solteiros) mas ainda não há data para a sua chegada.

Recorde-se que, no âmbito da parceria com a Cáritas, a autarquia da Sertã se propôs a acolher três famílias de refugiados sírios, num total de 12 pessoas.

75 mil euros para acolher alunos de S. Tomé

Na reunião de executivo camarário de 28 de setembro, a autarquia aprovou por maioria, com uma abstenção do vereador Vítor Cavalheiro (PS), a atribuição de um apoio financeiro de 75 mil euros ao Instituto Profissional da Sertã no âmbito de um projeto de intercâmbio e cooperação com S. Tomé e Príncipe para presença de alunos deste país neste estabelecimento de ensino do concelho da Sertã.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).