Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã: CPCJ alerta alunos para maus tratos na infância

No “Mês da Prevenção dos Maus Tratos”, abril, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) da Sertã lançou um desafio às escolas do concelho, no sentido de desenvolverem atividades de sensibilização/prevenção de maus tratos e outras formas de violência junto dos seus alunos.

- Publicidade -

Alertar para aquele que constitui, segundo a Organização Mundial de Saúde, um dos mais graves problemas de saúde pública, este desafio assenta no pressuposto de que a violência não é inevitável mas prevenível e que “Todos Juntos podemos Fazer a Diferença” na prevenção de qualquer forma de violência exercida sobre a Criança, visto que “A Infância Não se Repete”.

A iniciativa, que tem o apoio da Câmara Municipal da Sertã e do Balcão Sertã 3G, “prevê a criação de um cartaz de divulgação, de uma canção alusiva ao tema, autocolantes com desenhos alusivos ao tema, frases temáticas para inserir em pulseiras azuis e laços azuis, elaboração de um folheto explicativo sobre o laço azul e pintura de t-shirts com frases antiviolência”, explica a autarquia da Sertã acrescentando ainda que está prevista uma campanha junto da comunidade com distribuição dos diversos materiais elaborados.

- Publicidade -

As atividades previstas no “Mês da Prevenção dos Maus Tratos” “têm como objetivos o reconhecimento da existência de conflitos e de violência em geral, o desenvolvimento de atitudes de autoestima e autoeficácia nos alunos, promoção da tolerância, solidariedade e respeito pelos outros e analisar as condutas inadequadas reconhecendo o desrespeito pelos direitos e os prejuízos causados às vítimas.

Pretende-se ainda agir em situações de conflito de forma não violenta utilizando o diálogo, a negociação e a mediação, aprendendo formas alternativas de agir face a diferentes tipos de violência, sem esquecer a prevenção da violência nas relações de namoro, ao mesmo tempo que se pretende elevar os níveis de sucesso das crianças e jovens vítimas de situações de maus tratos e outras situações de perigo”, conclui a autarquia da Sertã.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome