Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Corrida do Maranho de 1 a 15 de dezembro este ano em versão online

O Centro de Cultura e Desporto do Pessoal da Câmara Municipal da Sertã vai promover a edição 2020 da Corrida do Maranho em formato diferente. Dado o contexto nacional que impediu a realização da corrida nos moldes habituais, esta edição será virtual.

- Publicidade -

A corrida virtual decorre de 1 a 15 de dezembro, com inscrições gratuitas até 30 de novembro, através de formulário acessível através de QR Code disponível no site do Município (www.cm-serta.pt).

Segundo a Câmara Municipal da Sertã, que apoia a atividade, “o objetivo passa por incentivar a prática desportiva demonstrando, através do carácter virtual da prova, que a pandemia não é razão para parar de correr e caminhar”.

- Publicidade -

São três as modalidades de participação: corrida (10 km contínuos), máxima distância percorrida em 15 dias e caminhada (10km). Na modalidade de corrida, o participante deverá correr os 10 km de uma só vez, em qualquer dia do evento. Na vertente de máxima distância percorrida em 15 dias, os participantes podem realizar a prova faseadamente em diversos dias, sendo que as distâncias percorridas devem ser enviadas para a organização durante o período da prova (1 a 15 de dezembro). Na vertente de caminhada, esta deve ser realizada num dia do evento à escolha do participante.

As inscrições são gratuitas, no entanto os atletas podem adquirir um kit de participação no valor de 7,50 euros constituído por t-shirt e medalha de participação. Após a prova, são sorteados 30 vouchers, no valor de 10 euros cada, que podem ser usufruídos em vários restaurantes do concelho da Sertã. O sorteio é feito entre os participantes que concluírem a prova e enviarem atempadamente a respetiva prestação para a organização.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome