Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Outubro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Cem alunos participaram em workshop de instrumentos de percussão

Recentemente o palco da Casa da Cultura da Sertã transformou-se num verdadeiro laboratório de música: mais de cem alunos do quarto ano de escolaridade participaram em workshops de instrumentos de percussão. Trata-se da classe de instrumentos mais antiga do mundo, tendo um papel fundamental no desenvolvimento da criança, que facilmente se sente encantada por este tipo de instrumentos, devido à produção imediata do som.

- Publicidade -

Dinamizados pelo Maestro Luís Cipriano, acompanhado por alunos de música da Associação Cultural da Beira Interior, os workshops permitiram aos alunos o contacto com diversos instrumentos musicais e aprendizagem quanto à sua identificação, som produzido, a distinção entre outros e os contextos em que cada um é utilizado.

Os participantes “puderam experimentar vários tipos de xilofone (cromáticos, diatónicos, metalofones,…), pandeiretas com um conjunto de soalhas metálicas ou agregadas aos pares, instrumentos tradicionais portugueses e instrumentos típicos de outros países, tornando a experiência enriquecedora e bastante divertida. Para além da experimentação, foi também possível ensaiar pequenos trechos musicais, possibilitando a percepção dos sons dos instrumentos não só isoladamente mas também em conjunto. Participaram 110 alunos das escolas básicas de Pedrógão Pequeno, Castelo, S. Nuno de Santa Maria (Cernache do Bonjardim), Cumeada, Várzea dos Cavaleiros, Cabeçudo, Troviscal e Sertã”, refere comunicado enviado pelo Câmara.

- Publicidade -

“Tratou-se de um dia de escola diferente do habitual em que os alunos puderam interagir com instrumentos que nunca tinham visto ou sequer ouvido falar, aproveitando ao máximo a experiência e divertindo-se de forma efusiva”, refere o documento.

Os workshops foram gratuitos e decorreram no âmbito do projecto “Renascer das Cinzas” da Fundação Calouste Gulbenkian, que tem como objetivo levar a música às zonas afectadas pelos incêndios. Contaram com apoio logístico do Município da Sertã (instalações, refeições do Maestro e dos alunos da associação e transporte dos alunos do concelho) e colaboração das freguesias. No âmbito do referido projecto, o Concelho da Sertã tinha já recebido o Concerto de Fados de Amália do Coro Misto da Beira Interior, que decorreu a 9 de junho, na Igreja Matriz da Sertã.

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome