Sertã | Casa da Cultura acolhe “As Profissões de Antigamente” de Queixoperra

A Casa da Cultura da Sertã acolhe até dia 30 de junho a exposição “As Profissões de Antigamente”, uma mostra dedicada a algumas das profissões existentes na aldeia de Queixoperra, concelho de Mação, no séc. XX. Esta exposição representa ainda uma homenagem a todos os homens e mulheres que fazem parte da História e das histórias do passado da região.

PUB

À medida que a tecnologia avança, o mundo muda. O avanço tecnológico extingue profissões à mesma velocidade que cria novos ofícios, que dependem cada vez mais da técnica e menos da força, cada vez mais da maquinaria e menos do corpo. Recuando um pouco no tempo, é possível recordar alguns dos ofícios das gentes de Queixoperra, aldeia no concelho de Mação. A boa vontade do povo possibilitou a reunião de objetos mudos dessas vidas que dão voz e testemunho a um passado que não pode ser esquecido.

Até 30 de junho, de segunda a sexta-feira das 9h às 17h30 e sábados das 10 às 17 horas, na Casa da Cultura da Sertã, podem ser apreciados instrumentos e apetrechos utilizados em diversas profissões como sapateiro, carpinteiro, professor, parteira, entre outras.

PUB
PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).