Sertã | Câmara aprova proposta para assegurar funcionamento do Instituto Vaz Serra

O executivo camarário da Sertã, reunido na quarta-feira, 10 de maio, aprovou uma proposta de resolução com vista a assegurar o funcionamento do Instituto Vaz Serra (IVS), em Cernache do Bonjardim, no próximo ano letivo. A tomada de posição valeu, inclusive, os elogios dos vereadores do Partido Socialista ao presidente da autarquia, José Farinha Nunes (PSD) considerando que o mesmo tem sido “incansável” na resolução deste problema.

A proposta, que será remetida à Secretaria de Estado da Educação e à Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEST) em Coimbra, vai no sentido da autarquia se disponibilizar a assegurar o pagamento das instalações (rendas) devendo caber ao Ministério da Educação o pagamento das despesas tidas com o pessoal.

“Aquilo que se pretende é que a câmara assuma as despesas com as instalações, inclusive a negociação com o proprietário para arrendar ou adquirir e o Ministério da Educação assuma as despesas com o pessoal porque, no fundo, os custos são os mesmos com os alunos. Pensamos que esta proposta não os prejudica em nada o Ministério e a DGEST”, refere ao mediotejo.net.

PUB

O autarca social-democrata refere, tal como no ano passado, que não há garantia de financiamento para as turmas de início de ciclo o que faz com que não seja viável o ISV. “O ano passado resolvemos o problema com bolsas de estudo e investimos cerca de 200 mil. Este ano, a nossa proposta vai neste sentido até encontrarmos uma solução definitiva. Pretendemos evitar, a todo o custo, que o IVS feche”, atesta.

PUB
Elsa Ribeiro Gonçalves
Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).