Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Câmara apresenta contas de 2016, o melhor resultado dos últimos anos

O executivo camarário da Sertã, reunido a 26 de abril, aprovou por maioria o Relatório de Gestão e as Contas de 2016, sendo que os vereadores do Partido Socialista (PS) optaram pela abstenção. A receita total arrecadada em 2016 foi de 14 milhões 317 mil e 829 euros, sendo que a taxa de execução da receita foi de 82% mas o que salta à vista no documento é o descréscimo do passivo e o aumento dos resultados líquidos, que passou de 844 mil euros negativos (2015) para 298 mil euros positivos (2016).

- Publicidade -

Presidente da Câmara da Sertã, José Farinha Nunes (PSD) fez um resumo do que aconteceu em 2016 Foto: mediotejo.net

“O Relatório foi um dos melhores dos últimos anos e por isso estou satisfeito porque houve uma inversão da tendência da situação líquida, que passou de negativa para positiva. Conseguiu-se executar 82% em relação aquilo que estava previsto, o que é muito bom”, disse o autarca ao mediotejo.net, acrescentando que esta execução só não foi superior porque não conseguiram aprovar todas as candidaturas. O autarca explica que estes números têm a ver com a contabilidade do Património.

- Publicidade -

“Em 2016, aumentámos o valor do património porque adquirimos casas e imóveis. O nosso saldo negativo devia-se a que a mão-de-obra, nas obras de administração direta, não era lançada nas próprias obras e isso fazia com que o património não correspondesse ao valor real. Neste momento, temos ainda dívida de médio e longo prazo mas algo perfeitamente controlável”, atesta.

Contas estiveram em discussão na última reunião de executivo camarário Foto: mediotejo.net

Antes da votação do documento, José Farinha Nunes (PSD) mostrou alguns dos resultados obtidos, salientando alguns aspectos que considera mais relevantes. “A receita total diminuiu 4% face ao ano 2015, as receitas fiscais tiveram um decréscimo de 1,5 por cento face ao ano anterior também, porque o IMI desceu, mas as despesas totais do município também tiveram um decréscimo de 6%. Ou seja, a receita diminui mas a despesa também”, referiu o autarca.

José Farinha Nunes realçou que a taxa de execução da receita corrente e da despesa corrente registaram um melhor desempenha o que demonstra “o crescente rigor e prudência que se tem tido na elaboração do orçamento”. O autarca disse ainda que os rendimentos de propriedade resultam da exploração da rede de distribuição eléctrica pela EDP, dos parques eólicos, das rendas e dos centros electroprodutores e em 2016 houve uma pequena diminuição (0,6%) em relação a 2015. Registou-se ainda um aumento de 3% com despesas de pessoal que se deve à reposição de vencimentos.

Em relação aos investimentos, o autaca dá conta das empreitadas que estão a decorrer como sendo as obras do edifício dos Paços do Concelho, obras na Av. Gonçalo Rodrigues Caldeira, o Complexo de Ténis em Cernarche do Bonjardim e a benefiação das ribeiras.

O vereador do PS, Vítor Cavalheiro, fez uma intervenção sobre este assunto, justificando a sua abstenção. “Em 2016, na minha perspectiva, a execução ficou aquém das expectativas. Este ano vai ser tudo melhor porque é ano de eleições. Este ano, pintou a conta de gerência da cor da oposição, de cor-de-rosa, quando a podia ter pintado de outra cor”, ironizou.

Vítor Cavalheiro leu uma curta declaração para a ata. “Entendo que hoje, passados 8 anos, sendo esta a última conta de gerência em que participo como membro do executivo municipal não irei fazer qualquer análise aos resultados de gestão”,  justificou.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome