Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Bonecas de Pano em exposição até 31 de agosto na Casa da Cultura

Até 31 de agosto está patente na Casa da Cultura da Sertã a exposição ”Bonecas de Pano MariUp – Coleção de Portugal“. Da autoria de Sofia C. Branco, a exposição é composta por 17 bonecas de pano que personificam locais de Portugal como Lisboa, Açores, Estrada Nacional 2, Aldeias de Xisto, Coimbra e Barcelos, entre outros. Estão também representadas figuras como a Fadista, a Nazarena, a Madeirense e a sertaginense Celinda.

- Publicidade -

Sofia C. Branco é artesã do NuMOAS (Núcleo Museológico e Oficina de Artesanato do Concelho da Sertã) e a responsável pela marca MariUp, que criou em 2018.

Em nota de imprensa, a autarquia explica que a coleção de bonecas em exposição tem como objetivo “recordar os belos lugares ou zonas do nosso Portugal… entre cores, cheiros, paisagens e gentes da nossa terra”, retratando o que de melhor há no nosso país pelo olhar e mãos da artesã.

- Publicidade -

As bonecas de pano artesanais são “personalizadas para pequenos e graúdos, feitas com muito amor à imagem de quem as quiser”, de acordo com a autora que, acrescenta ainda que “o propósito é surpreender e derreter todos os corações do planeta, criando em cada encomenda uma boneca especial para a vida”.                                                         

A exposição “Bonecas de Pano Mariup – Coleção de Portugal” poderá ser apreciada na Casa da Cultura da Sertã até 31 de agosto, nos dias úteis das 9 às 17 horas e sempre que decorram eventos naquele espaço.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome