- Publicidade -

Sertã | Bombeiros de Cernache do Bonjardim ganham cinco novas viaturas

Em dia de feriado municipal, 24 de junho, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cernache do Bonjardim (AHBVCB), no Concelho da Sertã, recebeu uma “prenda” como há muitos anos não recebia. De uma assentada, a corporação ganhou cinco novas viaturas, apresentadas numa cerimónia em frente ao quartel, presidida pelo Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves.

- Publicidade -

Após o desfile apeado até à estátua de D. Nuno Álvares Pereira, na rotunda, onde foi feita a deposição de coroa de flores, bombeiros, convidados e entidades oficiais regressaram ao quartel onde foi feita a apresentação pública e bênção das viaturas que representam, no total, perto de 200 mil euros de investimento.

Feriado municipal na Sertã. Deposição de coroas de flores junto à estátua de D. Nuno Álvares Pereira em Cernache do Bonjardim

Publicado por mediotejo.net em Domingo, 24 de Junho de 2018

- Publicidade -

O Veículo Florestal de Combate a Incêndio, adquirido através do concurso POSEUR, no âmbito da implementação de medidas de emergência em sete concelhos afetados pelo incêndio de Pedrogão Grande, representou um custo total de 152.366 euros. A sua aquisição foi financiada a 85% através do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, sendo os restantes 15% assumidos pelo Município da Sertã (25.250,00 euros).

Autarcas elogiaram o trabalho dos bombeiros (Foto: mediotejo.net)

Na hora dos discursos, o Comandante da Corporação de Cernache do Bonjardim, Paulo Mariano, lembrou os incêndios do ano passado que destruíram milhares de hectares de floresta e colocaram em risco dezenas de aldeias. Foi um ano em que a sua corporação foi posta à prova e por isso, enalteceu o trabalho dos bombeiros que “deram tudo de si e que, se não fosse a sua entrega, os números do ano passado teriam sido mais graves”.

As cinco novas viaturas representam um começo da renovação da frota, tão necessária uma vez que atualmente a idade média das viaturas na corporação é de 23 anos.

Além do Veículo Florestal de Combate a Incêndio, foi apresentado um veículo de Comando pick up 4×4, oferta da EDP Energia, uma ambulância de transporte múltiplo e dois veículos de transporte de doentes, estes três últimos para transporte de doentes não urgentes, como seja o transporte de doentes para consultas, tratamentos, entre outros serviços.

A primeira ambulância foi uma oferta de um grupo de empresas que criou um fundo gerido pela Fundação Calouste Gulbenkian, ao qual a AHBVCB se candidatou sendo aceite o pedido. Os outros dois veículos de transporte de doentes foram comprados por fundos próprios da Associação.

A nível de recursos humanos a corporação de Cernache do Bonjardim conta com cerca de 70 elementos no corpo ativo e mais 30 no quadro de reserva, segundo informação do Comandante Paulo Mariano.

As cinco novas viaturas da corporação (Foto: mediotejo.net)

Fernando Farinha, Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Cernache do Bonjardim (AHBVCB), sublinhou o facto de a corporação não ter uma nova viatura há 18 anos. Trata-se de um investimento que surge na sequência do programa criado após o incêndio de Pedrógão Grande que “afetou de forma avassaladora” a zona de intervenção.

Maria Filomena Bernardo, Presidente da União das Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais, no seu curto discurso enalteceu o trabalho dos bombeiros e mostrou-se feliz pelas cinco novas viaturas.

Na mesma linha, o Presidente da Câmara Municipal da Sertã, José Farinha Nunes, elogiou o trabalho desenvolvido pela corporação “com profissionalismo e dedicação”. Depois de recuar no tempo para se referir aos acontecimentos dramáticos de há um ano, congratulou-se “pelo novo paradigma no combate aos incêndios e pela nova forma de encarar a proteção civil”.

O Secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves, aproveitou a oportunidade para destacar o “esforço notável do voluntariado”, mas lembrou a necessidade de se caminhar para o profissionalismo dos bombeiros.

Referiu-se aos 2 milhões de hectares de floresta em risco identificados este ano, apesar do “esforço imenso” na limpeza dos terrenos. Daí o reforço das Equipas de Intervenção Permanente em mais 79 corporações do país e a aposta em programas como o da “Aldeia Segura” para o qual o governante pediu a colaboração de todos.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).