Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Novembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã: Autarquia assume 200 mil euros para continuação de turmas no Instituto Vaz Serra

A Câmara Municipal da Sertã vai suportar metade dos custos – cerca de 200 mil euros – para que seja assegurada a manutenção das quatro turmas do Instituto Vaz Serra (IVS), em Cernache do Bonjardim, que perderam os contratos de associação do Estado, para o ano letivo 2016/2017.

- Publicidade -

A informação foi dada pelo presidente da Câmara Municipal da Sertã, José Farinha Nunes, durante a última reunião do executivo camarário, que decorreu esta quarta-feira, dia 31 de agosto, depois de ter sido questionado pelo vereador Vítor Cavalheiro (PS) sobre o ponto de situação do IVS e da abertura das quatro turmas que perderam os contratos de associação.

Ao mediotejo.net, o presidente da Câmara da Sertã explicou que “o normal é que quatro turmas fiquem em 400 mil euros e a autarquia vai assegurar um máximo de 200 mil euros para o ano letivo todo e o restante valor será assumido pelo grupo que gere o IVS”.

- Publicidade -

“Aquelas quatro turmas vão abrir mesmo sem serem subsidiadas, vão abrir com o apoio da Câmara e esforço do Grupo e por isso mantêm-se”, assegurou José Farinha Nunes.

Ainda a aguardar o agendamento de uma reunião com a secretária de Estado da Educação, que já foi pedida pela autarquia da Sertã em maio passado, para se abordar a situação do Instituto Vaz Serra, José Farinha Nunes refere ao mediotejo.net que “para o ano letivo 2016/2017, penso que estes contratos de associação para o IVS terão sido perdidos, mas não quer dizer que depois não se possam recuperar”.

Instituto Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim Foto: IVS
Instituto Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim Foto: IVS

Recorde-se que quando foi conhecido o despacho normativo aprovado pelo Governo a 14 de abril, que surgiu no seguimento de uma recomendação da Assembleia da República sobre a racionalização dos contratos de associação com o ensino privado e cooperativo, que veio acabar com o financiamento de alunos que frequentem o ensino privado, mesmo cooperativo, se na freguesia da sua residência existir ensino público, esteve em causa a manutenção do ensino do Instituto Vaz Serra, em Cernache do Bonjardim.

Na ocasião, quer a autarquia, quer a Assembleia Municipal aprovaram moções contra esta medida do Governo defendendo que “o Instituto Vaz Serra não acarreta mais despesa para o Ministério da Educação que qualquer outro estabelecimento de ensino” e que esta escola de ensino particular e cooperativo, com mais de 60 anos em Cernache do Bonjardim e que não cobra mensalidade, “dá resposta a alunos que distam 30 km da sede do concelho, proporcionado maior igualdade e equidade no acesso à educação a muitos jovens e crianças deste concelho, que tem 446 km2 e mais de 300 localidades”.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome