Sertã | Assinado protocolo para promoção conjunta da EN2 e Rota da Prata

A Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2, da qual o Município da Sertã faz parte, assinou a 22 de janeiro o protocolo de colaboração com a Rede de Cooperação de Cidades da Rota da Prata, que estabelece as bases da promoção conjunta de ambos os itinerários.

PUB

O protocolo foi assinado em Madrid, no decorrer da participação daquela associação na FITUR (Feria Internacional de Turismo en Madrid), por Luís Machado, presidente da Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2, e por Rafael Pacheco Rubio, presidente da Red de Cooperación de Ciudades en La Ruta de la Plata, e terá uma vigência de quatro anos.

A Estrada Nacional 2 atravessa diversos concelhos, incluindo o da Sertã, e tem tido atenção mediática de diversos pontos do mundo, sendo destaque em programas de televisão em que é comparada à americana route 66. Todos os dias é explorada por turistas de diversas nacionalidades, que a percorrem a pé, de bicicleta, moto e carro.

PUB

A Rota Via da Prata constitui um eixo de comunicação entre o sul e o norte, no território oeste espanhol, sobre o traçado de uma antiga via romana, que atravessa as comunidades autónomas de Astúrias, Castela e Leão, Extremadura e Andaluzia, constituídas por cidades possuidoras de um grande legado histórico-artístico. Refira-se que esta via é atualmente uma das principais rotas de viagem da Europa.

Ambas as vias atravessam cidades com importante património histórico, paisagístico e etnográfico e irão agora beneficiar de sinergias com vista ao incremento sustentado do turismo, que terá repercussões positivas na promoção de produtos regionais, geração de riqueza, dinamização das economias locais, diminuição da sazonalidade do turismo e possibilidade de acesso a programas europeus de manutenção e melhoria das vias, entre outros benefícios.

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).