Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Setembro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Abertas candidaturas para atribuição de bolsas de estudo

A partir de hoje, 1 de setembro e até 31 de outubro está aberto o período de candidaturas para a atribuição de Bolsas de Estudo a estudantes do concelho da Sertã que frequentem ou venham a frequentar o ensino superior.

- Publicidade -

As Bolsas de Estudo destinam-se a estudantes residentes no concelho há pelo menos três anos, matriculados no grau académico de licenciatura ou mestrado integrado em estabelecimentos de ensino superior públicos. Para terem direito ao apoio, os alunos devem ainda ter mérito escolar e ser beneficiários de um dos três primeiros escalões do abono de família, entre outros requisitos de acesso.

Esta iniciativa é promovida pelo Município da Sertã, pelo oitavo ano consecutivo, “ciente do relevante papel que a educação assume no desenvolvimento da comunidade”, realça a autarquia em nota de imprensa. Os principais objectivos passam por “promover o sucesso escolar e garantir a continuidade de estudos dos munícipes, concedendo apoios baseados em requisitos de natureza socioeconómica e em critérios de mérito escolar”.

- Publicidade -

Cada Bolsa de Estudo tem um valor máximo de mil euros, por ano letivo, mediante apresentação de comprovativos de despesas de educação, sendo este apoio renovável até um máximo de três anos. Decorre igualmente até 31 de outubro o prazo para a renovação dos apoios concedidos nos anos anteriores.

A candidatura poderá ser apresentada por qualquer aluno que possua os requisitos necessários, preferencialmente através dos serviços on-line do Município da Sertã, onde estão publicadas as Normas de Atribuição de Bolsas de Estudo.

Para informações adicionais, os interessados deverão contactar o Setor de Ação Social da Câmara Municipal da Sertã através do 274 600 300 ou pelo e-mail social@cm-serta.pt .

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome