Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

“Sequeira no Lugar Certo”, por Carlos Andrade Costa

Por absoluta coincidência a minha primeira crónica aqui publicada no mediotejo.net foi sobre os benefícios, no meu entender, sobre as vantagens de uma inequívoca aproximação e coerência entre as políticas culturais e as políticas de desenvolvimento turístico.

- Publicidade -

Dias volvidos o País é agradavelmente surpreendido pela ação do Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) ao lançar uma iniciativa de âmbito nacional para angariação de fundos visando a aquisição de uma obra maior da pintura portuguesa. A “Adoração dos Magos” de Diogo António Sequeira, pintor português que viveu entre 1768 e 1837.

Este quadro integra o conjunto de quatro quadros do mesmo autor e que se encontram como espólio de uma coleção particular. Conjunto conhecido por “série Palmela” e que pertencem a descendentes dos Duques de Palmela. A “Adoração dos Magos” custará ao MNAA 600 mil euros. E é por este valor que foi lançado este primeiro apelo à nossa Cidadania.

- Publicidade -

Se cada um de nós der um simples euro talvez seja para breve a felicidade de termos uma sala neste magnífico museu dedicada à dita “série Palmela”.

Um euro é, na nossa vida, menos um bolo, menos uma cerveja, menos meia dúzia de cigarros. O que significa, que menos este euro na nossa vida é ter mais saúde e ter mais beleza feita orgulho no tornar público o que de excecional há no património artístico português.

O jornal Público, parceiro do dito museu nesta iniciativa, publicou um extenso e elucidativo artigo na sua edição de 28 de outubro, que podemos recuperar no seu acervo on-line.

Um euro a troco de fazer de Portugal o que é português.

Um euro por mim e por portugueses que querendo contribuir não podem.

Um euro como forma de enriquecer a notoriedade artística de Portugal perante os milhares de turistas que todos os anos visitam o Museu Nacional de Arte Antiga.

Um euro, simplesmente, para sermos mais felizes.

 

Fotografia: Pintor paisagista alemão.

Música: Concerto n.º 5 de Beethoven, conhecido pelo “Concerto do Imperador” já que o compositor o dedicou a Napoleão. Dedicatória que depois retirou, desiludido. O nosso pintor Sequeira também foi um simpatizante das ideias liberais da Revolução Francesa. Para o ouvir, aconselho a versão histórica inesquecível Claudiu Arrau com a orquestra de Dresden, dirigida por Sir Colin Davis. Em alternativa e mais fácil de encontrar: Alfred Brendel ao piano com a Filarmónica de Viena, dirigida por Sir Simon Rattle.

 

Carlos Andrade Costa é o actual presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT).
Carlos Costa tem Licenciatura em Direito e os Cursos de Administração Hospitalar, de Auditor de Defesa Nacional e Pós-graduação em Gestão de Instituições sem Fins Lucrativos, entre outros, como o de Director dos Serviços de Planeamento, Programação Financeira e de Assuntos Bilaterais I, no Instituto Português de Apoio ao Desenvolvimento do Ministério dos Negócios Estrangeiros. Na Santa Casa de Misericórdia de Lisboa foi administrador delegado de todos os equipamentos de cariz hospitalar da instituição. Membro de Direção dos Hospitais das Forças Armadas, foi o único civil a gerir hospitais militares, Carlos Costa realizou ainda um estágio no âmbito da gestão hospitalar do serviço nacional de saúde Dinamarquês.
É professor em Instituições Universitárias, em cursos de especialização pós graduada, em gestão de saúde.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here