- Publicidade -

Incêndio em Abrantes e Sardoal evolui de forma favorável (Atualizada)

O combate aos incêndios que deflagraram na tarde de terça-feira nos concelhos de Abrantes e de Sardoal está a evoluir “de forma favorável, não existindo agora habitações em risco”, estando vários meios aéreos a combater as chamas desde manhã cedo, disse o comandante dos Bombeiros de Abrantes.

- Publicidade -

Em declarações ao mediotejo.net, o comandante António Manuel disse que o incêndio circunscreve-se agora a três frentes ativas, e de menores dimensões, e que o combate está totalmente direcionado para a zona florestal, depois de salvaguardadas pessoas e bens.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, às 12h50 de quarta-feira os meios no terreno – 599 operacionais, 6 meios aéreos e 221 viaturas dos distritos de Santarém, Leiria, Lisboa, Évora, Portalegre e Castelo Branco – estão a consolidar o trabalho em três frentes, tendo uma quarta sido controlada durante a noite.

- Publicidade -

O fogo, que chegou a consumir, na noite de terça-feira, três casas (em Carvalhal e em Sentieiras, Abrantes, e outra em São Simão, Sardoal) e vários anexos e arrumos nos dois concelhos, já não ameaça habitações, estando os esforços de combate centrados agora na área florestal.

A presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, explicou esta manhã que a maioria dos seis feridos registados no incêndio – quatro bombeiros e dois civis – teve de ser assistida por cansaço, tendo dois bombeiros recebido também tratamento por queimaduras ligeiras.

A autarca destacou o trabalho “incansável” das centenas de homens e mulheres que permitiram evitar que o fogo tivesse consequências trágicas, como se chegou a recear.

Por outro lado, realçou o acompanhamento e apoio dados desde a primeira hora pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pelo primeiro-ministro, António Costa, pela ministra da Administração Interna, que chegou por volta do meio-dia de hoje ao terreno, e pelo secretário de Estado da Administração Interna, que durante a noite se juntou ao posto de comando, no Sardoal.

Entretanto, o Centro Hospitalar do Médio Tejo informou que, durante a noite, deram entrada no serviço de urgências da Unidade hospitalar de Abrantes “um bombeiro e dois civis”. O bombeiro, “com sintomas de exaustão, já teve alta. Um civil com queimaduras ligeiras, também já teve alta. Mantém-se internado um civil que chegou com sintomas de aflição. Está em observação, mas está estável”, acrescentou fonte do gabinete de comunicação do Centro Hospitalar.

A acalmia do vento ajudou no combate a estes incêndios, sendo a expectativa de que a situação evolua positivamente e fique resolvida nas próximas horas.

Com LUSA

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -