Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Secretário de Estado do Vaticano preside em Fátima à peregrinação de outubro

O secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin, preside a 12 e 13 de outubro à peregrinação internacional aniversária de Fátima, anunciou hoje o Santuário português.

- Publicidade -

Em nota de imprensa, o Santuário de Fátima recorda que esta peregrinação assinala a sexta aparição aos pastorinhos e terá como tema “Quem perder a sua vida… Salvá-la-á”.

“Eu estou contente e agradeço o convite que me fizeram. Imagino que devem ter pensado que, por ocasião do 99.º aniversário das aparições, ter a presença do colaborador direto do Papa Francisco poderá ser uma boa preparação para o centenário que será no próximo ano”, referiu Pietro Parolin em declarações exclusivas à Sala de Imprensa do Santuário de Fátima.

- Publicidade -

Esta será a primeira vez que Pietro Parolin, chefe da diplomacia da Santa Sé, visita Fátima: “Estou contente porque nunca estive em Fátima. Estou a preparar-me, refletindo sobre o significado de Fátima e sobretudo deixando-me envolver, porque não serei só uma presença institucional, mas serei sobretudo um filho que visita a sua Mãe. Aceitar a sua mensagem é encontrar força para levar a cabo esta missão que é estar ao serviço da Igreja e do Papa”, reconhece.

O Santuário explica ainda que o bispo de Leiria – Fárima, António Marto, por ocasião do convite feito ao secretário de Estado do Vaticano, em Roma, no fim da visita “ad Limina” dos bispos de Portugal, afirmou: “Tínhamos feito o convite e ele ter-se-á aconselhado com o papa, que lhe terá dito: ‘vais abrir o caminho, vai como precursor’”.

O anúncio da nomeação de Pietro Parolin como cardeal aconteceu a 12 de janeiro de 2014 e a 22 de fevereiro do mesmo ano foi feito cardeal, no primeiro consistório ordinário do papa Francisco. Em 2014, teve um papel fundamental na aproximação entre Estados Unidos e Cuba, na mediação feita pelo Vaticano.

Na semana passada, Pietro Parolin expressou o desejo de ver o papa Francisco em Fátima, nas celebrações do Centenário das Aparições, em 2017, e sublinhou a “importância e atualidade da Mensagem deixada por Nossa Senhora aos pastorinhos no contexto do mundo e da igreja atuais”, recorda ainda o Santuário.

“Na homilia que proferiu na Missa da Solenidade de Nossa Senhora das Dores, celebrada na Capela do Coro, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, diante dos representantes diplomáticos do papa nos cinco continentes, que se encontram em Roma para a celebração do seu jubileu, e publicada na edição impressa do jornal L´Osservatore Romano de sexta-feira, em que lembrou a importância da Cruz como ponto de partida para qualquer cristão, Pietro Parolin destacou as ‘dores que o mundo atravessa’ e que o transformaram ‘numa grande colina de Cruzes’, elogiando a importância da mensagem deixada por Nossa Senhora aos Pastorinhos para superar as dificuldades”, destaca ainda o Santuário.

A nota de imprensa frisa ainda a que “oração, o sacrifício em reparação dos pecados e a conversão são aspetos centrais da Mensagem de Fátima, que o chefe da diplomacia da Santa Sé recordou estabelecendo um paralelo com os desafios que o mundo cristão enfrenta”.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome