Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Setembro 27, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Saúde no Médio Tejo”, por Hugo Costa

Volto a escrever sobre Saúde no Médio Tejo, deixando para a próxima semana a Saúde na Lezíria. A saúde é um tema que é unanimemente considerado o maior problema da região. Uma questão que todos os quadrantes políticos, autarcas, movimentos cívicos e toda a população em geral consideram que carece de urgente resolução. O Médio Tejo precisa de cuidados de saúde de qualidade. As notícias sobre os problemas não podem ser a normalidade. Não devemos permitir isso.

- Publicidade -

Na última semana, apresentei o relatório da Petição nº70 na Comissão de Saúde. Essa Petição estava relacionada com o Hospital de Nossa Senhora da Graça em Tomar, solicitando o serviço de Medicina Interna na unidade e a melhoria dos serviços de urgência, entre outras valências. A questão da Medicina Interna na Cidade Nabantina mereceu mesmo declarações do Sr. Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, que, na sua última visita a Tomar, garantiu a sua reabertura em outubro. Um Hospital sem Medicina Interna, não pode ser verdadeiramente considerado um hospital.

Outras notícias, muitas vezes sem o fundo de verdade suficiente, aparecem semanalmente sobre as valências do Centro Hospitalar do Médio Tejo. É importante que nos três hospitais consigamos garantir o maior número de valências possível e com qualidade, sendo que a Medicina Interna e a Urgência devem estar garantidas, quer em Abrantes, Tomar, ou Torres Novas. Recentemente foram aprovados na Assembleia da República Projetos de Resolução no sentido de melhorar os cuidados de saúde no Médio Tejo.

- Publicidade -

A saúde é no Médio Tejo uma batalha de todos. Podem continuar a contar comigo para essa batalha. Não esquecendo as responsabilidades do passado e os erros cometidos, mas com diálogo para termos as decisões que mais interessam à população. Temos de garantir os meios humanos e materiais para a qualidade no serviço. Vamos ao trabalho!

Deputado na Assembleia da República e membro das Comissões de Economia, Inovação e Obras Públicas e Habitação, é também membro da Comissão de Orçamento e Finanças. Diz adorar o Ribatejo e o nosso país. Defende uma política de proximidade junto dos cidadãos. Tem 36 anos, é de Tomar e licenciou-se em Economia pelo ISEG. É membro da Assembleia Municipal de Tomar e da Assembleia da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Tem como temas de interesse a economia, a energia, os transportes, o ambiente e os fundos comunitários.

- Publicidade -
- Publicidade -

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois é. Tudo bem dito. O pior é a realidade dos factos. Se as urgências em Torres Novas e Tomar são o que são e não vale a pena estar aqui a dar muitas explicações porque sem ovos não se podem fazer omeletas, as urgências em Abrantes, comparativamente, são bem piores a começar pela confusão dos acessos por uma sala de espera e está assim desde a sua nascença há muitos anos. Quanto ao resto, em Abrantes, há muito onde se gastar muito dinheiro para aquilo poder funcionar minimamente. Já há uma dúzia de anos quando ali estive internado, senti bem as insuficiências das instalações e não pormenorizo para não enfastiar. Eu sei que custa a aceitar a muita gente que a Unidade Cirúrgica deveria estar em Torres Novas onde as instalações são muito melhores, onde os acessos são muito melhores e a centralidade também. Eu sei que é uma medida difícil de tomar. Mas quem conseguir pensar e abstrair-se dos bairrismos doentios verá que é verdade. Então esperam porquê?

  2. Facto é que o serviço de cardiologia e a UCIC vão sair de Torres Novas e vão para…Abrantes.
    Porquê ?
    E mais, vão “arrendar” ao Hospital de Santarém o piso onde estão os serviços de cardiologia. Gostava que a Administração do CHMT dissesse a verdade e não inventassem ou omitissem aos interessados.

Responder a carlos pinheiro Cancelar resposta

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome