Sardoal: Vereador do PS desolado com chumbo da maioria PSD a proposta social

A maioria PSD que gere a autarquia de Sardoal fez valer os votos dos seus 3 eleitos para chumbar hoje uma proposta-bandeira do vereador do PS, Fernando Vasco, uma medida que visava o apoio municipal na comparticipação de 120 euros por ano nos medicamentos para pessoas idosas.

PUB

“Revemo-nos na essência da medida e pretendemos aplicar uma melhor e mais abrangente. A proposta de regulamento que o vereador socialista apresentou  tem irregularidades, imprecisões e algumas injustiças. Apoiamos os idosos mas não com este regulamento. Está mal construído, tem contradições e é pouco abrangente”, disse o presidente da autarquia, Miguel Borges (PSD).

Fernando Vasco, vereador eleito pelo PS, não escondeu ao mediotejo.net a sua amargura  pela resultado de uma proposta que foi bandeira na sua campanha eleitoral autárquica de 2013, e que chegou a contar com o voto favorável do vereador Rui Serras, do Grupo de Independentes de Sardoal (GIS), mas insuficiente para contrariar os votos da maioria social democrata.

PUB

“Vejo esta votação com grande desânimo político. Não me passava pela cabeça. Andamos a discutir isto há um ano e hoje era o dia para aprovar uma medida social importante para os idosos e que podia demonstrar que o PSD de Sardoal não chumba todas as propostas que derivam da oposição”, lamentou, em declarações ao mediotejo.net.

O vereador socialista defendia um crédito anual de 120 euros para a população idosa de Sardoal, que assentava numa proposta de Regulamento Municipal de Apoio à Aquisição de Medicamentos da população Idosa, e onde cerca de 400 idosos poderiam ser englobados nesta medida, tendo Fernando Vasco feito as contas e referido que a mesma custaria aos cofres da autarquia cerca de 48 mil euros.

PUB

Também o vereador Rui Serras (GIS) disse que esta “é uma forma prática e direta de apoiar os idosos mais necessitados”, sendo os dois vereadores da oposição, no entanto, contrariados pela visão do presidente, Miguel Borges.

Tendo feito menção a “outros calendários”, e observado que o vereador socialista “teve muito tempo para elaborar um regulamento e apresentar a sua proposta”, Miguel Borges disse que a autarquia tem, com a Associação Dignitude, uma outra proposta “não só para apoio a idosos, mas para todos os que necessitam”.

“Estamos a construir no âmbito do Conselho Local de Ação Social e com uma série de parceiros experientes” na matéria, em rede nacional, “uma proposta mais justa e abrangente, e assim podemos apoiar os idosos mas também para quem tem menos idade e que também necessita”, disse Miguel Borges, que acrescentou que a proposta deverá rondar os 100 euros/ano mas que é flexível e poderá ser maior, sendo a comparticipação atribuída consoante as necessidades.

“O que propomos é que seja feito e apresentado um projeto mais vasto e mais bem trabalhado, com pessoas e entidades mais experientes sobre estas situações”, disse o autarca, tendo referido que gostaria de ter esta medida “já em janeiro” a funcionar.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here