Sardoal vai ter escola nova com projeto de 3,7 milhões de euros

(Foto: mediotejo.net)

O concelho de Sardoal vai ter uma escola praticamente nova com o projeto de requalificação da Escola EB 2,3 Drª Maria Judite Serrão Andrade cujas obras deverão ter início ainda este ano, possivelmente durante o mês de setembro, e estão avaliadas em 3,7 milhões de euros.

PUB

O anúncio foi feito pelo presidente da autarquia, Miguel Borges, durante a última sessão da reunião do executivo camarário quando se debateu o ponto sobre a Carta Educativa para o concelho.

Ao mediotejo.net, Miguel Borges explicou que “a Carta Educativa é um documento estratégico onde é espelhado aquilo que o Município prevê em termos de educação, em termos daquilo que é a sua responsabilidade, mais concretamente em ter-mos as infraestruturas para o futuro da educação em Portugal. É um documento que faz parte de um conjunto de documentos, onde se inclui também o PDM, com uma visão estratégica do Município para os próximos anos”.

PUB

Para além de contemplar a requalificação das escolas que vão continuar no concelho, como é o caso dos jardins-de-infância da Presa e do Sardoal, a Carta Educativa define a concentração de todos os outros níveis de ensino,” como hoje já acontece”, salienta Miguel Borges, na escola sede: a Escola EB 2,3 Drª Maria Judite Serrão Andrade.

E para a escola sede do concelho de Sardoal já está aprovado o financiamento para as obras neste estabelecimento de ensino, orçadas em cerca de 3,7 milhões de euros.

PUB

Este é um projeto que se insere nos investimentos territoriais integrados da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e da Comissão Coordenadora do Centro que vai permitir que, com esta requalificação, o Sardoal fique com uma escola praticamente nova.

Segundo explicou Miguel Borges, esta obra “obriga a que, faseadamente, alguns pavilhões possam ser demolidos para dar lugar à construção do novo edifício que, se tudo correr bem, imaginamos que a partir de setembro possamos ter a obra em curso”.

SARDOAL_PROJETO NOVA ESCOLA (Foto: Miguel Borges)
As obras na Escola EB 2,3 de Sardoal deverão ter início em setembro deste ano e terão uma duração de cerca de um ano e meio (Foto: Miguel Borges)

Com um valor total de cerca de 3,7 milhões de euros, o financiamento da obra na parte que diz respeito ao 1º ciclo será assegurado em 85 por cento por fundos comunitário e os restantes 15 por cento pelo Município. Para a restante parte da obra, que implica um investimento de cerca de 2,7 milhões de euro, 85 por cento do valor será financiado por fundos comunitários e os 15 por cento restantes serão assegurados pelo Ministério da Educação. “É claro que durante as obras poderá haver sempre alterações, mas contamos que o investimento total do Município seja de pouco mais de 100 mil euros”, salienta Miguel Borges.

“Vamos ficar com uma escola nova e com um pavilhão municipal”, referiu o presidente da Câmara Municipal do Sardoal, Miguel Borges, durante a reunião de Câmara onde o vereador do PS, Fernando Vasco, se absteve na votação do ponto sobre a Carta Educativa.

“Em termos de dimensão, esta nova escola é igual à existente, mas o projeto de arquitetura prevê a sua ampliação no futuro”, concluiu Miguel Borges.

Esta obra na escola sede do Sardoal integra o mapeamento que é o conjunto das escolas que o Governo sinalizou como prioritárias.

Segundo Miguel Borges, a obra deverá ter uma duração de cerca de ano e meio.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here