Sardoal vai ter Centro de Interpretação da Semana Santa

Capela de Nossa Senhora do Carmo, em Sardoal, com os tradicionais tapetes de flores da Semana Santa Foto: mediotejo.net

A recuperação da Capela de Nossa Senhora do Carmo, na vila do Sardoal, com a criação de um Centro de Interpretação da Semana Santa é um dos projetos da autarquia que deverá vir a ser aprovado no âmbito dos apoios financeiros do Portugal 2020.

São cerca de 500 mil euros que a Câmara Municipal de Sardoal deverá ter disponíveis através do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional para a concretização de três projetos de regeneração urbana no âmbito do PARU – Plano de Ação para a Regeneração Urbana.

A continuação da recuperação do antigo Lagar dos Paulinos e a criação do espaço partilhado das artes e ofícios, bem como a criação de algumas passadeiras centrais em algumas ruas da zona histórica da vila de modo a permitir uma caminhada melhor por parte dos utilizadores, são os dois projetos que se juntam à recuperação da Capela de N. Srª do Carmo, pertença da autarquia do Sardoal, e que deverão ser aprovados com apoio financeiro comunitário.

A informação foi avançada pelo presidente da Câmara Municipal de Sardoal, Miguel Borges, em reunião do executivo camarário.

Algumas ruas do centro histórico vão ter passadeiras centrais para permitir uma melhor circulação dos cidadãos Foto: mediotejo.net
Algumas ruas do centro histórico vão ter passadeiras centrais para permitir uma melhor circulação dos cidadãos Foto: mediotejo.net

Segundo referiu Miguel Borges ao mediotejo.net, destes três projetos, a recuperação da capela é aquele que representa um investimento mais avultado, cerca de 300 mil euros, dos quais 150 mil são para obras, com recuperação da estrutura e do telhado, e os restantes 150 mil euros para os conteúdos a criar para o Centro de Interpretação da Semana Santa.

“A capela é muito importante para nós porque a nossa estratégia passa pelo turismo e pelo património, é importante que a autarquia sinta como prioritário a recuperação de um imóvel que é seu, é uma capela lindíssima e por isso vamos requalifica-la, dar-lhe ainda mais dignidade”.

A criação de um Centro de Interpretação da Semana Santa nesta capela do Sardoal passa por “criar aqui um conjunto de elementos, através das novas tecnologias, que possam ajudar os visitantes a perceber a importância da nossa Semana Santa quando nos visitam fora deste período”, esclarece o presidente da autarquia.

Antigo Lagar dos Paulinos vai ser recuperado e transformado em núcleo museológico Foto:mediotejo.net
Antigo Lagar dos Paulinos vai ser recuperado e transformado em núcleo museológico Foto:mediotejo.net

Do total de 1,4 milhões de euros apresentados em projetos, a autarquia de Sardoal irá ver aprovados cerca de 500 mil euros para avançar até ao final deste ano com os três projetos acima referidos que, segundo Miguel Borges, serão feitos por duas fases “acreditando que no futuro haverá mais financiamento ou reprogramações para podermos ampliar”. E exemplifica o caso da colocação de passadeiras centrais nas ruas do centro histórico que, nesta primeira fase, não serão colocadas em todas as ruas que estavam na proposta inicial, “vamos construindo a pouco e pouco”.

Miguel Borges sublinhou estar a falar de um quadro comunitário de apoio até 2020, lembrando que “não se esgota” em 2016. “É importante que os projetos lá estejam, agora vamos candidatar estes e se no futuro houver abertura para a restante verba, estamos em condições de os fazer”, observou.

“É importante também percebermos aquilo é a nossa capacidade financeira porque, quando falamos em fundos comunitários, não nos podemos esquecer que há uma componente nacional que tem de ser gerida pelo município e nesta altura temos uma requalificação do parque escolar, que representa um investimento de 4 milhões de euros em que há um esforço financeiro que também é grande para o município, bem como a requalificação de pavimento e condutas em Panascos e Valhascos que representam um investimento de 700 mil euros”, salienta o autarca.

“Nem o apoio comunitário termina em 2016, haverá mais avisos de abertura de outros concursos até 2020, e também há mais vida para além dos fundos comunitários, é aquilo que nós fazemos, vamos fazer obra sem recurso a fundos comunitários”, conclui o presidente da Câmara de Sardoal.

*Artigo publicado originalmente em agosto de 2016

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here