Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal | Vaga de assaltos na região preocupa autarquia e freguesias

Esta semana foi marcada por inúmeros roubos e tentativas de assaltos no concelho de Sardoal, tendo sido lançado o alerta pelos presidentes de Junta de Sardoal e de Alcaravela, enumerando episódios em várias localidades. A falta de um reforço no efetivo de militares nos postos de GNR poderá estar a pôr em causa a segurança e qualidade de vida não só dos munícipes de Sardoal, como de toda a região. Algo que segundo o autarca, Miguel Borges (PSD), só depende de decisões do Estado onde se tem notado algum “desinvestimento”.

- Publicidade -

“Infelizmente, esta onda de assaltos não tem acontecido apenas no Sardoal, tem sido uma realidade em toda a região, uma região de certa forma alargada”, começou por fazer notar, em declarações ao nosso jornal, o presidente da CMS.

Segundo Miguel Borges “o Governo tem tido um grande desinvestimento em termos de forças de segurança. Os efetivos são cada vez menores, as condições de trabalho também, e é algo que eu já tenho transmitido a quem de direito, há algum tempo a a esta parte; mas quem esteve presente, por exemplo, no aniversário do Destacamento do Distrito de Santarém sabe que isto foi assumido pelo próprio General e pelo Senhor Coronel que estavam presentes. Falou-se no desinvestimento em termos de homens e meios para combate”, contextualizou o autarca.

- Publicidade -

“Infelizmente é assim, o nosso Interior tem cada vez menos forças de segurança, já nem falo naquela força de segurança que tinha uma presença dissuasora, é muito pior do que isto, por isso há necessidade de se rever esta situação”, afirmou.

O social democrata recordou ainda a sua intervenção no último Congresso da Associação Nacional de Municípios Portugueses, dia 9 de dezembro, em Portimão, bem como em outros fóruns, em que tem falado sobre esta situação, “apelando para que realmente assumamos esta necessidade como algo importante para que haja também qualidade de vida no nosso Interior”.

Na passada sessão de Assembleia Municipal, Miguel Catalão Alves (PS), presidente da JF Sardoal, e Paulo Pedro (PSD), presidente da JF Alcaravela, mostraram-se preocupados e em alerta perante alguns episódios decorridos na semana.

Desde a sede da Associação de S. Simão e ao Parque Desportivo que foram assaltados, aos Moinhos de Entrevinhas e inúmeras moradias da vila que viram as suas fechaduras serem forçadas, até ao próprio pavilhão da freguesia de Alcaravela que também foi assaltado.

Questionando o défice de elementos da GNR no posto de Sardoal, o presidente de junta, Miguel Catalão Alves (PS) referiu ainda que “estes assaltos estão a provocar um enorme sentimento de insegurança”, entendendo que seria importante fazer-se “uma ação de sensibilização”, sobre informar/contactar a GNR aquando de ausências prolongadas da residência, à semelhança do que é feito durante as férias de verão, e que se pode fazer nomeadamente no final do ano.

Já Paulo Pedro, presidente de JF Alcaravela, disse estar “extremamente preocupado”. “Temos de estar todos em alerta, e tentar conciliar forças para que isto não continue, e fazer ver ao Governo que alguma coisa tem de mudar. Que se há 20 anos havia militares da GNR e nos sentíamos mais seguros, neste momento estamos a ver que alguma coisa está mal. É só dar, dar, dar, mas se calhar estão a tirar às coisas mais importantes, e com isso as nossas populações estão a perder alguma estabilidade que tinham até agora”, concluiu.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome