Sardoal: Uma Universidade Sénior que tem como ‘único objetivo a alegria’ (c/video)

Foi lançada na sexta-feira a Universidade Sénior de Sardoal (USS), a última a completar o círculo destas apostas de envelhecimento ativo nos concelhos do Médio Tejo. O projeto vem dar uma “resposta fundamental para ocupar o espírito, ajudando no combate ao isolamento e solidão” frisou Miguel Borges, presidente da CM sardoalense, acrescentando que o “único objetivo é a alegria”, nomeadamente a alegria “de aprender e de viver”.

PUB

A USS vem assim disponibilizar, por via de uma colaboração com a equipa de CLDS 3G|Sardoal SIM com a autarquia – visto que a constituição do projeto está incluída no plano de ação – várias disciplinas que visam “promover o envelhecimento ativo da comunidade”.

Tiago Leite, diretor da Segurança Social de Santarém, mostrou-se agradado com a implantação da USS, considerando que este é um projeto feito de “voluntários”, contando com mais de 5000 professores no país, distribuídos pelas atuais 294 Universidade séniores a nível nacional.

PUB

O responsável, há 5 anos no cargo, referiu que neste tipo de projetos existem “Técnicos de Serviço Social”, pessoas “disponíveis para servir o outro” uma vez que todos estão “na mesma missão de servir o bem-estar dos outros, porque também será o nosso bem-estar”.

Deste modo, todo o distrito de Santarém tem, em cada concelho, uma Universidade Sénior em funcionamento, algo que Tiago Leite vê “com bom olhos”, e diz ser um”projeto fabuloso” e muito elogiado e “invejado” internacionalmente.

PUB

A representante da RUTIS – Rede de Universidades de Terceira Idade, Anna Leonor, referiu que, a partir de 2 de novembro, com a entrada em funcionamento da USS, “os habitantes do distrito de Santarém, de todos os concelhos”, podem usufruir desta valência. “Muitos anos de vida é o que desejamos”, disse ao terminar o seu discurso.

Mas… porque se inscrevem os seniores de Sardoal?

Dezenas de pessoas aproveitaram esta sessão de apresentação para se inteirarem do que se vai passar durante o período letivo, outras – mais determinadas – vieram inscrever-se sem quaisquer demoras. As expetativas são altas e o número de inscritos, ainda não totalmente definido, não pára de subir.

O mediotejo.net foi ouvir as razões que levaram à inscrição dos seniores de Sardoal na USS e saber quais as disciplinas que lhes enchem as medidas.

Arminda Amaro, 73 anos

Frequentou durante nove anos a Universidade sénior de Abrantes (UTIA), e com o surgimento da Universidade Sénior de Sardoal “foi ouro sobre azul, eu moro a 3 km, e então é óptimo”.

Vem às Artes Plásticas (Formas de Expressão e Comunicação Plástica) porque é “um sonho e sempre gostei de trabalhos manuais”. Acrescenta ao horário o Teatro e Dança, “porque liberta e porque é um gosto pessoal e faz bem à saúde. É uma das melhores ginásticas que se faz, tanto mental como física”. Ainda assim, Arminda quer adquirir mais competências, e por isso vem à Informática “adquirir mais conhecimentos em Novas Tecnologias”. Também se inscreveu em Música para conciliar com as outras artes, “que se complementam”. Para concluir, porque o horário já está carregado, vem ao Português “para não perder o hábito da escrita e o conhecimento da nossa língua”.

“E venho frequentar também o Hidrosénior, sendo que já faço natação e ginástica na minha terra algumas vezes por semana”. Um claro exemplo de envelhecimento ativo e regrado.

Folga duas vezes por semana, às terças e quartas, mas de resto tem os horários preenchidos “para ocupação dos tempos livres”, facilitando o convívio e dando oportunidade de “fazer passeios e as visitas de estudo”.

Evangelina Correia, 62 anos

Evangelina gosta muito de aprender, e diz ter-se inscrito para se manter ativa e não dormir demais, pois estando por casa “não se faz outra coisa”.

“Gosto de aprender, já não sou muito nova, mas gosto”. Tem um filho emigrado na Suíça, e então “gostava de aprender umas palavrinhas em Inglês para, se algum dia viajar até lá, saber desenrascar-me”. “E vou também inscrever-me na ginástica (Atividade Física)”. Para Evangelina é importante o contacto com os outros. “Também gosto muito de conviver com as pessoas, dou-me bem com toda a gente, fala com todas as pessoas. E não se está em casa”, conclui.

Luísa Anjos, 47 anos

Insere-se na exceção dos requisitos para ingressar na USS, apesar de estar abaixo dos 55 anos, podem inscrever-se pessoas com necessidade de reabilitação e integração social. Luísa é reformada por invalidez, vem de Quarteira e vive no Sardoal há algum tempo. Pretende “melhorar o Inglês, o Francês” e vai ter Música, “pois também canto. E também me inscrevi na Informática”.

Uma ocupação para as pessoas, “para tirar as pessoas de casa, acho uma excelente ideia e é uma oportunidade que eu estava à espera”, acrescentou.

José César Lopes, 66 anos

José escolheu apenas Teatro, porque é ator profissional. Teve conhecimento da USS através do folheto de divulgação. É natural do Brasil, está em Portugal há cerca de 53 anos, mas veio viver para Sardoal “há poucos meses”. Inscreveu-se para ter uma “distração”, mas também para conseguir partilhar conhecimentos e novos contactos na área.

collageA fechar a sessão pública foi também assinado o protocolo com Manuel Bento, representante da Associação de Assistência e Domiciliária de Alcaravela, enquanto entidade executora do projeto CLDS 3G|Sardoal SIM – Solidário, Inclusivo e Moderno.

A USS disponibiliza, de setembro a junho, neste ano letivo 2016-17, as disciplinas de Atividade Física, Formas de Expressão e Comunicação Plástica, Pintura, Desenvolvimento Pessoal e Interpessoal, Hidrosénior, Informática, Inglês, Francês, Língua e Literatura Portuguesa, Música, Teatro e Dança, Património Local e Cultural, Saúde e Direito e Cidadania.

Deste modo, através de aulas teóricas e práticas, seminários, workshops, passeios e viagens culturais, atividades socioculturais e de promoção de saúde e hábitos de vida saudáveis, vem assim dar uma resposta social, que visa criar e dinamizar regularmente atividades sociais, culturais, educacionais, de convívio e partilha.

A USS entra em funcionamento no dia 2 de novembro, quarta-feira, e as inscrições devem ser feitas no Serviço de Ação Social, na CM Sardoal e na sede do CLDS 3G|Sardoal SIM, podendo contactar-se através do endereço eletrónico universidadesenior@cm-sardoal.pt.

Veja aqui alguns momentos desta apresentação pública:

 

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here