Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal | Troféu ORI-BTT/Campeonato Nacional de Distância Média este fim de semana

O Troféu ORI-BTT/Campeonato Nacional de Distância Média decorre no concelho de Sardoal nos dias 13 e 14 de outubro, numa organização do COA – Clube de Orientação e Aventura em parceria com a Câmara Municipal do Sardoal e da Federação Portuguesa de Orientação. Trata-se de uma prova de Orientação em BTT, pontuável para o Ranking da Taça de Portugal de Orientação em BTT 2018.

- Publicidade -

No dia 13, a partir das 10h00, decorre o Campeonato Nacional de distância média, em Valhascos e no dia 14, pelas 09h00, a Prova da Taça de Portugal distância longa, igualmente em Valhascos.

O Trofeu ORI-BTT do COA/Campeonato Nacional de Distância Media oferece a possibilidade de disputar uma prova de distância Média e outra de distância Longa, O terreno apresenta algum desnível com uma rede de caminhos de média e boa transitabilidade. Existem percursos adequados para todos os tipos de andamento e conhecimentos de orientação.

- Publicidade -

Assim, nesta prova podem participar pessoas de todas as idades e sexo, federados e não federados, pois existem percursos adaptados, com vários graus de dificuldade, podendo a participação ser efetuada nos escalões de competição ou nos escalões abertos, individualmente, em pares ou em grupo.

Atualmente o C.O.A. tem cerca de trinta atletas na prática da orientação pedestre e trinta em Ori-BTT. Alguns dos atletas praticam ambas as modalidades.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome