Sardoal | Sem CLDS, Câmara assume financeiramente projeto Telecuidado

Reunião de Câmara Municipal de Sardoal

Após o fim do programa CLDS 3G, em setembro, a Câmara de Sardoal assume financeiramente o projeto Telecuidado que neste momento chega a 10 utentes do concelho, com um custo total de 160 euros mensais. A decisão foi aprovada por unanimidade esta quarta-feira, 28 de novembro, em reunião de executivo.

PUB

O projeto Telecuidado vai ser assegurado pelo Município de Sardoal até que, provavelmente no inicio de 2019, surja o programa CLDS – Contratos Locais de Desenvolvimento Social 4G. A decisão foi aprovada em reunião de Câmara Municipal, esta quarta-feira, por unanimidade.

Trata-se de um projeto de “teleassistência que tem como objetivo ajudar idosos carenciados que vivem em situação de isolamento”, explicou ao mediotejo.net o presidente da autarquia Miguel Borges (PSD).

PUB

Um idoso em dificuldades “carrega num botão que desperta numa central, acionando um conjunto de meios de proximidade” seja através de conversa telefónica no sentido de apurar a situação seja entrando em contacto com os familiares mais próximos, nota o autarca. “É uma forma de combater o isolamento destas pessoas”.

O projeto Telecuidado foi implementado no concelho através do CLDS 3G mas o programa terminou em setembro último e com esse fim, o financiamento. “Era um projeto para três anos e agora não faz sentido retirar os aparelhos às pessoas”, justifica o presidente.

PUB

Segundo Miguel Borges, o município já havia tentado implementar um programa semelhante “mas não foi muito bem aceite porque as pessoas achavam que estavam a ser controladas”.

Até que chegou o programa CLDS 3G. Com a finalidade de promover a inclusão social dos cidadãos através de ações, a executar em parceria, contribuindo para o aumento da empregabilidade, o combate das situações críticas de pobreza, especialmente a infantil, e da exclusão social em territórios vulneráveis, envelhecidos ou fortemente atingidos por calamidades.

Agora, perante uma nova realidade, a Câmara pretende “assumir a despesa [do Telecuidado], através do apoio à Associação de Assistência Domiciliária que desenvolvia o CLDS em articulação com Município, para que as pessoas possam continuar a ter esse serviço”, referiu o autarca, dando conta de “um possível projeto no âmbito da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo”, ou através do CLDS 4G, uma vez que “há vontade do Governo que o programa continue no próximo ano”.

O CLDS 3G “foi um programa inovador que trouxe novas respostas que não haviam até então mas continuamos a ter loja social, apoio aos medicamentos, as cantinas sociais, apoio à alimentação e um conjunto de apoios que já tínhamos anteriormente”, indica Miguel Borges, dizendo que o programa visava também promover “o envelhecimento ativo, continuando a existir a Universidade Sénior”, ou seja, “alguns projetos que nasceram com o programa permanecem. As nossas respostas sociais vão continuar”, garante o presidente.

Embora estivesse prevista a continuidade do programa por mais seis meses, tal acabou por não acontecer. Miguel Borges explica que a prorrogação do prazo decorria do “não cumprimento dos objetivos e que houvesse margem financeira. O que aconteceu foi precisamente aquilo que não é costume: atingiu-se os objetivos dentro do prazo e com menos custos. Não foi necessário gastar todo o financiamento que havia para que o CLDS cumprisse as suas metas”.

Por isso o presidente acredita que no início de 2019 o Governo lance a 4ª Geração do programa.

Neste momento o projeto Telecuidado chega a 10 utilizadores de todo o concelho e o apoio do município cifra-se nos 160 euros por mês.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here