Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal: “RAPE – estudo de um ingénuo amor” vem inquietar o CC Gil Vicente

A peça  “RAPE – estudo de um ingénuo amor”, de um texto original de Andre Nelly, vai ser apresentada este fim-de-semana, 29 e 30 de outubro, pela Associação Cultural e Artística [In]quietArte, no Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal.

- Publicidade -

Com encenação do sardoalense Leonardo Garibaldi, a peça conta com as interpretações de Rita Silvestre e Mário Coelho, jovens atores com formação superior nesta área, e tem recebido rasgados elogios da crítica em publicações de referência como a “Time Out Lisboa”, a revista “Sábado” ou o semanário “Expresso”, lê-se na nota do município.

“RAPE – estudo de um ingénuo amor” consiste num espetáculo estreado em 2015 no Teatro da Politécnica, em Lisboa, marcou a estreia absoluta do texto, escrito em 2014, assim como do autor em Portugal. Um espetáculo que se desenvolve num só espaço, mas que nos leva para múltiplos lugares. Uma encenação rica em jogos e uma narração que nos vai envolvendo no enredo”.

- Publicidade -

A peça subirá ao palco no sábado, dia 29 de outubro, às 16h00 e às 21h30, e no dia 30 às 16 horas. Os bilhetes têm um preço único de 6 euros e encontram-se à venda no horário de funcionamento da bilheteira do Centro Cultural Gil Vicente.

A [In]quietArte é uma associação cultural com foco nas artes cénicas e do espetáculo, fundada em 2013. A associação centra a sua atividade em projetos criados com e por jovens artistas recém-formados ou estudantes.

Durante estes três anos de existência, a associação tem apresentado espetáculos no Teatro da Politécnica/Artistas Unidos, Teatro do Bairro Alto/Teatro da Cornucópia, no Teatro Municipal Mirita Casimiro/Teatro Experimental de Cascais, no Centro Cultural Malaposta. No Centro Cultural Gil Vicente é a terceira vez que se apresentam, sendo que as atuações anteriores se pautaram sempre por um elevado êxito de bilheteira, segundo informação da autarquia.

A iniciativa é apoiada pelo município de Sardoal, Câmara Municipal de Lisboa, Polo Cultural Gaivotas Boavista e pelo Grupo de teatro Primeiros Sintomas.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome