Sardoal: Parque escolar vai ser requalificado com apoio do Ministério da Educação

Escola EB 2,3 de Sardoal Foto: mediotejo.net

Foi aprovado por unanimidade o acordo de colaboração para o projeto de requalificação da escola do município de Sardoal, na passada sessão ordinária da Assembleia Municipal descentralizada, em Alcaravela, que teve lugar no dia 29 de junho.

PUB

Miguel Borges, autarca sardoalense, disse ao mediotejo.net que “esta assembleia teve dois ou três pontos de especial importância. Particularmente, a requalificação do parque escolar e esta proposta do Ministério de Educação para a comparticipação repartida igualmente pelas duas entidades da requalificação do parque escolar, que é fundamental e tem sido uma batalha desde que entrei para a CM, porque é realmente de grande necessidade para o nosso concelho”.

O presidente da CM Sardoal disse que é possível ver a luz ao fundo do túnel. “Aliás, mais do que a luz ao fundo do túnel, neste momento é uma realidade e em breve contamos estar em obra”.

PUB
Assembleia municipal descentralizada_SARDOAL_Alcaravela
Foi votado por unanimidade o acordo de colaboração que traduz a comparticipação repartida entre o município e o Ministério da Educação na requalificação do novo parque escolar. Foto: mediotejo.net

Como já havia sido noticiado pelo mediotejo.net, a requalificação da Escola E.B. 2,3 Drª Maria Judite Serrão Andrade foi aprovada por unanimidade, com algumas críticas por parte de Fernando Cascalheira Vasco (PS) e Rui Serras (GIS), na reunião de executivo camarário do dia 22 de junho.

Na altura, os vereadores da oposição salientaram que a aplicação do valor na ordem dos 3.7 milhões de euros deveria considerar outras necessidades sociais do concelho, nomeadamente a população envelhecida.

PUB

A obra foi anunciada por António Miguel Borges em fevereiro deste ano e integra um conjunto de investimentos integrados da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e da Comissão Coordenadora do Centro.

Miguel Borges destacou na altura a construção de “uma escola nova, com um pavilhão desportivo que resolve uma lacuna no concelho, por 3,7 milhões de euros”.

Quanto ao financiamento previsto inicialmente, implicava um apoio de 85% por fundos comunitários e de 15% pelo Ministério da Educação. No entanto, a percentagem associada à componente nacional sofreu alterações e, segundo António Miguel Borges, o Estado apenas comparticipará 7,5% do investimento, sendo os restantes 7,5% assegurados pelo município.

Em declarações ao mediotejo.net, o presidente da autarquia salientou que “a requalificação do Parque Escolar é prioritária, independentemente de quem assume a componente nacional”.

O tema integrará a ordem de trabalhos da próxima reunião de executivo camarário, a acontecer na próxima quinta-feira, dia 7 de julho, e onde surgirão novos esclarecimentos.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here