Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Outubro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal | Obras da nova escola deverão iniciar em setembro

O assunto marcou a reunião de executivo camarário desta quarta-feira, dia 8. Pedro Duque (PS) questionou sobre ponto de situação quanto ao visto do Tribunal de Contas para o arranque da obra da Escola Básica 1, 2, 3, e Secundária de Sardoal. Jorge Gaspar (PSD), vice-presidente da autarquia, presidiu à sessão, e explicou que se aguarda “a qualquer momento” confirmação de reprogramação de verbas por parte da CCDR Centro, após a qual o “processo será desbloqueado”. O investimento total aumentou para 4,4 milhões de euros com IVA, contando com mais 600 mil euros da reprogramação em causa.

- Publicidade -

Após esclarecimento pedido pelo vereador Carlos Duarte (PS) na reunião de executivo do mês de maio onde foi divulgada a falta de libertação de verbas pela ausência de declaração de compromisso financeiro do Ministério da Educação, foi a vez de Pedro Duque (PS) questionar sobre a previsão de arranque da obra da escola e ponto de situação quanto ao processo. Na ausência de Miguel Borges (PSD), que se encontra de férias, o vice-presidente da CM Sardoal Jorge Gaspar (PSD) presidiu à sessão e explicou ao nosso jornal que “toda a documentação já foi entregue, ficando a faltar a confirmação da aceitação de reprogramação de verbas pela CCDR”.

Jorge Gaspar explicou que “houve hipótese de reprogramar algumas verbas, uma vez que o primeiro concurso ficou deserto e tivemos que solicitar uma revisão ao projeto, aumentando consideravelmente”.

- Publicidade -

Após novo concurso e consignação, a Câmara de Sardoal tentou esta reprogramação “para que as verbas não fossem totalmente suportadas pelo município e todas as coisas estão encaminhadas para que isso aconteça”, disse o vereador.

Tudo porque da parte do Tribunal de Contas houve pedido para que a CCDR Centro fizesse essa confirmação, “que está para chegar a qualquer momento”. Logo que a reprogramação de verbas seja aceite, a informação chegará ao Tribunal de Contas e espera-se que o processo “seja desbloqueado de imediato”. A previsão para arranque da obra, que inicialmente seria a 1 de agosto, passa para início de setembro.

Recorde-se que o presidente da Câmara Municipal de Sardoal, Miguel Borges (PSD), assinou no dia 7 de fevereiro o contrato de empreitada para a construção da Escola Básica 1,2,3 e Secundária de Sardoal. Um investimento que deverá chegar ao valor de 4,4 milhões de euros com IVA incluído, contando com mais 600 mil euros de reprogramação.

O prazo de execução da obra é de dois anos e meio, altura em que a nova escola estará concluída e a funcionar.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome