Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal | Município estabelece protocolo com a Federação Portuguesa de Orientação

O Município de Sardoal vai assinar um protocolo de cooperação com a Federação Portuguesa de Orientação. A proposta foi aprovada por unanimidade em reunião de Executivo, esta sexta-feira 21 de setembro. Em causa uma prova para o campeonato nacional de distância média e distância longa que vai decorrer em Valhascos. E outra, dia 10 de novembro, para o campeonato ibérico de orientação, inicia na sede de concelho estendendo-se por todo o território.

- Publicidade -

O Município de Sardoal “tem trilhado um caminho no sentido de promover os seus recursos endógenos através do Desporto” disse ao mediotejo.net o vereador Pedro Rosa (PSD) responsável pelo pelouro de Desporto e Juventude. O Executivo de Sardoal considera que “as modalidades ligadas ao trail, running, ao BTT e à orientação são um caminho privilegiado” na promoção de tais recursos, para além do objetivo principal: “a promoção do desporto”.

O autarca admite que a modalidade de orientação “não é ainda muito disseminada mas começa a trilhar bons caminhos”. O município através do Clube de Orientação e Aventura tem estabelecido um conjunto de parecerias e levado a cabo vários eventos na área da orientação seja apeada, ou BTT, explicou o vereador.

- Publicidade -

Este ano, graças “ao sucesso do campeonato de distância média e longa que aconteceu em Alcaravela, em 2017, decidimos estabelecer uma parceria no sentido de trazer para Sardoal mais uma prova do campeonato nacional e também uma prova do campeonato ibérico de orientação”.

O objetivo deste protocolo prende-se com “o estabelecer de uma relação entre o Município de Sardoal e a Federação Portuguesa de Orientação” no sentido de desenvolver no concelho nos dias 13 e 14 de outubro prova em BTT para o campeonato nacional de distância média e longa e no dia 10 de novembro prova de Ori-Trail/Rogaine (a pé e BTT).

Pedro Rosa sublinha tratar-se de uma modalidade “que não conhece gerações. Pode ser praticada por jovens de tenra idade com mapas adequados e também num carácter mais competitivo que é o caso”.

A assinatura deste protocolo tem para o Município de Sardoal “um custo financeiro de 3 mil euros, dividido 1500 euros para cada um dos eventos, mas depois tem um custo logístico associado em que a equipa municipal do desporto vai apoiar a Federação. Temos também a cedência de transportes da equipa de comunicação municipal para assegurar todo o teatro que é próprio destes eventos desportivos e a cedência de um espaço para a pernoita dos supervisores na altura que vêm ao Sardoal fazer as monitorizações do andamento dos trabalhos”, explica.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome