- Publicidade -

Sardoal | Município apresenta projeto na Mostra de Boas Práticas de Voluntariado

O Centro de Juventude de Lisboa do IPDJ acolheu, em outubro, a Mostra de Boas Práticas de Voluntariado da Região de Lisboa e Vale do Tejo (RLVT). “Por um Sardoal Verde-Sensibilizar, Prevenir e Vigiar – Município de Sardoal” foi um dos projetos que esteve sob apreciação.

- Publicidade -

Esta iniciativa promovida pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), através da Direção Regional de Lisboa e Vale do Tejo (DRLVT), teve como objetivo dar a conhecer as ações/projetos de voluntariado desenvolvidos no âmbito dos Programas de Voluntariado Jovem “Agora Nós”- Geração Z e “Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas”.

Segundo comunicado enviado pela RLVT, estes programas “contribuíram, simultaneamente, para o desenvolvimento pessoal e social dos voluntários (as) e para uma intervenção útil e eficaz na comunidade”.

- Publicidade -

Em apreciação estiveram sete projetos (de seis entidades candidatas), nomeadamente, “Jovens ODS – Youth Coop-Cooperativa para o Desenvolvimento e Cidadania CRL”, “Mini Foxy Ladies – Lifeshaker-Associação”, “Eco Jamor – AJUDE-Associação Juvenil para o Desenvolvimento”, “A nossa Floresta é a nossa Casa – H2O-Associação de Jovens de Arrouquelas”, “Do Sonho à Ação – REDE de Jovens para a Igualdade”, “UrbanAct-Proteção Ambiental da Ribeira das Jardas – Youth Coop-Cooperativa para o Desenvolvimento e Cidadania CRL” e “Por um Sardoal Verde-Sensibilizar, Prevenir e Vigiar – Município de Sardoal”

A entidade que mais se destacou, e que foi premiada com 500 euros, foi a Youth Coop-Cooperativa para o Desenvolvimento e Cidadania CRL, de Lisboa, que desenvolveu o projeto UrbanAct – Proteção Ambiental da Ribeira das Jardas, no âmbito da ação Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas.

O júri da mostra foi constituído pela Diretora Regional de LVT do IPDJ, Eduarda Marques, Vereador do Município de Santarém, Ricardo Gonçalves Rato e pela representante do Centro Social de Palmela, Dulce Marques.

O programa Agora Nós – Ação Geração Z e Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas possui atividades que são organizadas por entidades privadas sem fins lucrativos, e tem como objetivos alargar o âmbito de intervenção do voluntariado ao abrigo do Programa “Agora Nós”, valorizar as intervenções realizadas por jovens/para jovens, envolver entidades da sociedade civil e entidades públicas na preparação de atividades de voluntariado, nomeadamente através de assessoria técnica, potenciar a qualidade das atividades de voluntariado e a aquisição de competências por parte dos voluntários/as (soft skills).

No âmbito da Ação Geração Z, em 2018, a DRLVT aprovou e financiou 14 projetos, com o envolvimento de 135 voluntários/as.

O programa Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas, por sua vez, visa a promoção de práticas de voluntariado juvenil no âmbito da preservação da natureza, florestas e respetivos ecossistemas, através da sensibilização das populações em geral, bem como da preservação contra os incêndios florestais e outras catástrofes com impacto ambiental, da monitorização e recuperação de territórios afetados.

No âmbito do Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas, a DRLVT aprovou e financiou este ano 18 projetos, com o envolvimento de 234 voluntários/as.

Mais informações sobre estes programas em http://juventude.gov.pt

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -