Sábado, Fevereiro 27, 2021
- Publicidade -

Sardoal | Investimento de 300 mil euros vai modernizar piscinas municipais descobertas

O concurso público de reabilitação das Piscinas Municipais Descobertas de Sardoal foi publicado em Diário da República no dia 21 de maio. As obras de modernização e requalificação daquela espaço de lazer arrancam a 1 de setembro e representam um investimento na ordem dos 314 mil euros com 60% de financiamento.

- Publicidade -

Depois de o Município de Sardoal ter apresentado uma candidatura ao programa de Beneficiação de Equipamentos Municipais (BEM) para a reabilitação das Piscinas Municipais Descobertas, o concurso público para a empreitada, com início agendado para o dia 1 de setembro, foi publicado em Diário da República.

O investimento é de 314.029,13 euros, com 60% de financiamento, uma obra que via encurtar o funcionamento das Piscinas Municipais Descobertas durante o verão, devido ao prazo de seis meses para execução (físico e financeiro), não sendo passível de renovação. A intervenção deverá estar concluída em abril de 2020.

- Publicidade -

O programa Beneficiação de Equipamentos Municipais (BEM) lançado pelo Governo em junho de 2018 destina-se à valorização de infraestruturas e equipamentos dos municípios do interior e conta com uma dotação de 3,5 milhões de euros, no âmbito da Cooperação Técnica e Financeira entre a administração central e as autarquias.

O presidente da Câmara Municipal, Miguel Borges (PSD) sublinha tratar-se de um “um investimento necessário” tendo em conta todos os equipamentos do Município, alguns igualmente prioritários mas com candidaturas a “outras linhas de financiamento”, uma vez que o programa ‘Bem’ encaixa-se principalmente em “equipamentos de âmbito desportivo”, explicou ao mediotejo.net.

Piscinas Descobertas Sardoal

Um programa que chegou “com alguma rapidez, tínhamos cerca de um mês para realizar a candidatura e entre os edifícios e equipamentos que era preciso melhorar”, o executivo camarário decidiu “submeter candidatura para reabilitar as Piscinas Municipais Descobertas”, referiu.

O autarca justifica a decisão por se tratar “de um equipamento com muitos anos”, e com “poucas” melhorias desde a sua construção inicial.

Piscinas Descobertas Sardoal

O programa BEM permite “através de um contrato-programa que o Município de Sardoal estabelece com o Governo” a introdução de medidas “de eficiência energética, para limitar as perdas de água e para melhoria nas mobilidades”, indica Miguel Borges, dando conta que “também os balneários” serão alvo de requalificação no sentido de “dar uma melhor resposta a quem utiliza durante o verão”.

O programa que visa a celebração de contratos-programa entre a administração central e as autarquias locais, é então especificamente dedicado aos municípios do interior para beneficiação de equipamentos e imóveis de interesse municipal, num apoio que não pode ultrapassar os 300 mil euros. No caso de Sardoal, cifra-se em cerca de 100 mil euros.

De acordo com o Governo, este programa “enquadra-se na estratégia definida” no Programa Nacional para a Coesão Territorial (PNCT).

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).