Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal | Dia do Concelho comemorado no dia 22 com diversas iniciativas

O Dia do Concelho de Sardoal, 22 de setembro, que celebra o 490.º aniversário de elevação de Sardoal à categoria de Vila, vai ser celebrado com diversas atividades, nomeadamente com homenagem aos funcionários mais antigos e com uma noite de fados.

- Publicidade -

As comemorações têm início com o Hastear das Bandeiras, às 10h00, no Edifício dos Paços do Concelho, seguindo-se, pelas 15h30, a entrega de distinções aos funcionários do Município que completaram, durante o presente ano, 25 anos de serviço.

O Trio Piazzolla Lisboa sobe ao Palco do Centro Cultural Gil Vicente, pelas 16h00, e interpretará as 4 estações Porteñas de Astor Piazzolla e outras obras do compositor. O Trio é composto por António Carrilho, na flauta, Catherine Strynclxx, no violoncelo, e Helena Vasques, no piano.

- Publicidade -

O Dia do Concelho termina com uma Noite de Fado que junta em palco, na Praça da República, Joana Amendoeira, Luís Trigacheiro, Ana Laíns e Pedro Moutinho, acompanhados pelos músicos Paulo Loureiro, no baixo, Bruno Chaveiro, na guitarra portuguesa, e João Domingos, na guitarra clássica.

A entrada para os espetáculos é gratuita, mas requer o levantamento de bilhete nos locais de realização dos mesmos, uma hora anterior ao seu início. A lotação do espaço é limitada de acordo com as regras da Direção Geral de Saúde, sendo obrigatório o uso de máscara.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome