Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Agosto 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal | CLDS promove “Técnicas de Procura de Emprego” no Centro Cultural Gil Vicente

A ação intitulada “Técnicas de Procura de Emprego”, promovida pelo CLDS 4G SER Sardoal e agendada para o dia 30 de junho foi adiada, sendo reagendada devido à pandemia “para um futuro que se preveja próximo” segundo a organização, mas para a qual está a aceitar inscrições.

- Publicidade -

Esta sessão irá permitir à população do concelho apresentar boas candidaturas de emprego de forma a corresponder às exigências dos processos de recrutamento e seleção.

A atividade decorre no âmbito da atividade 1 – Oficinas de Crescimento Pessoal, do Eixo 1 – Emprego Formação e Qualificação que pretende a dinamização de ações de sensibilização para a promoção de aquisição de competências, promovendo a proatividade na procura de emprego e/ou desenvolvimento do próprio emprego.

- Publicidade -

Esta atividade realiza-se no dia 30 de junho de 2021 na Sala Multiusos do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal, e contará com duas sessões, entre as 10h00 e às 12h30 e entre as 14h00 e as 16h00.

O destinatário poderá escolher o dia que lhe seja mais conveniente tendo em conta também a existência de vagas, uma vez que as mesmas ainda serão limitadas de acordo com as normas da DGS.

Esta ação será desenvolvida em estreita parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional – Serviço de Emprego de Abrantes e é destinada a todos os desempregados e beneficiários de RSI do Concelho de Sardoal.

 

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome