Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal | CLDS dinamiza um workshop de Primeiros Socorros Pediátricos

O CLDS 4G SER Sardoal dinamiza um workshop de Primeiros Socorros Pediátricos, nos dias 30 de setembro e 6 de outubro de 2021 das 18h00 às 22h00, no Centro Cultural Gil Vicente e contará com Fernando Fernandes, Coordenador Local de Emergência da Cruz Vermelha Portuguesa Santarém – Cartaxo, como dinamizador.

- Publicidade -

- Publicidade -

Esta atividade tem por objetivo apoiar as famílias no desenvolvimento das competências dos respetivos elementos promovendo uma intervenção célere e adequada em situações de acidentes domésticos.

Na primeira sessão (dia 30) os temas a abordar serão o Sistema Integrado Emergência Médica e o Suporte Básico de Vida Adulto. Na segunda sessão (dia 6) será abordado o Suporte Básico de Vida Pediátrico, as Hemorragias, as Feridas, as Queimaduras, os AVC e os Traumatismos. No final será disponibilizado um espaço para debate e esclarecimentos. Em ambas as sessões será disponibilizado um pequeno lanche.

- Publicidade -

A atividade realiza-se no âmbito da atividade 11 – Oficinas da/para a família, do Eixo 2 – Intervenção Familiar e parental, preventiva da pobreza infantil e será realizada em parceria com a CPCJ de Sardoal e a APEEAES.

As inscrições são gratuitas mas limitadas e obrigatórias até ao dia 28 de setembro. A inscrição é válida para as duas sessões, não podendo participar em apenas uma delas.

Para se inscrever deverá utilizar as seguintes formas de contacto:
Formulário de inscrição:https://forms.gle/ZKYMf9dkFySnerYGA

Telefone: 241 010 711 | 966 080 423
Morada: Rua Mestre Sardoal nº7 – Sardoal
E-mail: sersardoal.clds4g@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/sersardoal.clds4g

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome