Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal | Ciclo de Passeios Pedestres com início dia 18 de fevereiro

Percorrer o “Trilho do Pastor” (PR2), dia 18 de fevereiro, é a primeira proposta de um ciclo de Passeios Pedestres promovido pelo Município de Sardoal. A concentração está marcada para as 9h00, na Praça da República, sendo que a participação é gratuita, mas sujeita a inscrição prévia.

- Publicidade -

Este primeiro percurso insere-se na promoção até ao final do ano de um conjunto de iniciativas que visam promover a rede de percursos pedestres e os recursos endógenos do concelho de Sardoal.

Assim, até dezembro, decorrerá um passeio pedestre por mês, sendo que alguns serão temáticos e levarão os caminhantes a descobrir o património histórico e cultural, fruindo da envolvência da natureza.

- Publicidade -

As inscrições para o “Trilho do Pastor” devem ser feitas até dia 15 de fevereiro no Posto de Turismo ou através do portal www.cm-sardoal.pt, onde se encontram mais informações sobre a iniciativa.

Sendo que a recuperação e a preservação do património cultural, ambiental e natural têm sido assumidas pelo Município de Sardoal como “importantes orientações estratégicas”, foram inaugurados no concelho, desde setembro de 2014, 6 Percursos Pedestres e uma Grande Rota que liga o Sardoal a Vila de Rei, com a finalidade de “dar a conhecer este património de forma estruturada, organizada e integrada”.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome