Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Maio 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal | Câmara adjudica obra para estabilização de talude à entrada da vila

As obras para a estabilização de um talude na entrada sul da vila de Sardoal, que desmoronou parcialmente há mais de um ano, vão arrancar. Na última reunião de executivo municipal o presidente avançou que a obra foi adjudicada por um valor na ordem dos 70 mil euros.

- Publicidade -

O Município de Sardoal deu conta, através do presidente da Câmara, Miguel Borges (PSD) que a obra para a estabilização do talude na entra sul da vila de Sardoal “foi adjudicada no dia 15 de fevereiro pelo valor de 70.173,89 euros à empresa Eliseu & Filhos”, após “um longo processo” que se iniciou há mais de um ano, reconheceu o presidente.

Ultrapassada a fase de concurso público, Miguel Borges explicou que após a adjudicação da obra “a empresa tem 10 dias para entregar os documentos de habilitação e depois dois meses para entrar em obra. São prazos muito prolongados”, fez notar.

- Publicidade -

Entrada sul da vila de Sardoal. Créditos: CMS

Miguel Borges lembrou “a notificação dos proprietários” dos terrenos no sentido de obter autorizações para a intervenção no referido talude, “encontrar uma empresa que fizesse o projeto” de execução, “foi tudo muito moroso mas paciência! Muitas destas coisas não dependem de nós” sublinhou.

Se o procedimento decorrer dentro do legalmente previsto, as obras para a estabilização de um talude na entrada sul da vila de Sardoal, arrancam até maio de 2021.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome