Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sardoal assina com Governo acordo pioneiro de descentralização na área da saúde

A Academia da Mobilidade e uma Unidade de Cuidados na Comunidade são algumas das valências que a população do concelho de Sardoal passará a ter no âmbito do protocolo assinado recentemente entre o município e o Governo na área da saúde.

- Publicidade -

Trazer mais benefícios para a população é o principal objetivo deste protocolo de descentralização de competências na área da saúde. O Sardoal é um dos municípios incluídos no projetos-piloto que agora se inicia, a nível nacional.

Num concelho em que cerca de 50% da população se encontra sem médico de família, “constituímo-nos como parceiro privilegiado do Ministério da Saúde neste projeto para que possamos procurar soluções rápidas, eficientes e eficazes para os problemas que temos”, refere Miguel Borges, Presidente da Câmara Municipal do Sardoal.

- Publicidade -

“Uma das questões que está neste protocolo é o facto de município e Área Regional de Saúde trabalharem em conjunto para solucionar a questão do pessoal médico e de enfermagem”, salientou Miguel Borges.

Além disso, ao abrigo deste acordo, a Câmara de Sardoal vai criar uma Unidade de Cuidados na Comunidade que pretende “dar apoio aos mais idosos e aqueles com mais dependências, com visitas de apoio domiciliário”, explica o autarca.

De igual forma, está prevista a criação da Academia da Mobilidade que será um espaço para a prática do exercício físico como forma de combater males de saúde, como sejam, a título de exemplo, a reabilitação cardíaca ou combate à obesidade infantil.

O protocolo tem um período de cinco anos e será avaliado anualmente no sentido de depois se generalizar a todos os municípios do país. No que se refere a investimento municipal, Miguel Borges refere que “não é avultado porque permite uma comparticipação financeira do Estado”.

Esta descentralização envolve as competências de gestão de equipamentos e infraestruturas, definição de estratégia municipal ou intermunicipal de saúde, ajustamento de horários, desenvolvimento de oferta complementar, transporte de utentes não urgentes e ações de prevenção de saúde.

Este acordo, inédito no país, envolve, além do Sardoal, os municípios de Cascais, Fronteira, Mafra, Pampilhosa da Serra, Rio Maior, Sousel, Vila Nova de Famalicão e a Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (que agrega 11 municípios).

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here