- Publicidade -

Santarém | CDS confronta ministro com denúncias de falhas graves no Hospital Distrital

As deputadas do CDS-PP Patrícia Fonseca e Isabel Galriça Neto
questionaram o Ministro da Saúde na sequência de um comunicado do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), dando conta de graves problemas e constrangimentos no funcionamento do Hospital Distrital de Santarém (HDS).

- Publicidade -

Patrícia Fonseca e Isabel Galriça Neto querem saber se são, ou não verdade as denúncias do SIM acerca do funcionamento daquele hospital, nomeadamente: quantos anestesiologistas e quantos oncologistas foram contratados nos últimos dois anos para o HDS, quantos cardiologistas e quantos internistas exercem no hds e quantos foram contratados últimos dois anos, e quando estarão, de facto, concluídas as obras do bloco operatório e quando estará o bloco operacional, e a que se devem os
sucessivos atrasos na conclusão destas obras.

As deputadas questionam ainda se o ministro não considera que, “dados os enormes constrangimentos que se verificam no HDS, está, de facto, comprometido o acesso desta população aos cuidados de saúde de que necessitam, com qualidade e em tempo útil, e que medidas vão ser tomas pela tutela, de imediato, para resolver todos estes problemas e constrangimentos do hospital distrital de Santarém”.

- Publicidade -

O Hospital Distrital de Santarém tem vindo a enfrentar graves problemas e constrangimentos e, de acordo com um recente comunicado do Sindicato Independente dos Médicos, todos esses problemas “parecem longe do fim”.

De referir que, numa visita que realizou em dezembro ao HDS, o
ex-Secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado, reiterou que as obras do bloco operatório deverão estar concluídas no segundo
trimestre de 2018.

O Hospital Distrital de Santarém é uma unidade de saúde da maior importância para a população do Ribatejo, que serve os concelhos de Almeirim, Alpiarça, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém, num total de cerca de 192.000 habitantes.

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).