Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Santarém | ACES Lezíria tem novo diretor

Carlos Manuel Marques Ferreira é, desde o dia 30 de julho, o novo Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Lezíria, de acordo com o despacho do Ministério da Saúde publicado no Diário da República.

- Publicidade -

A nomeação, pelo período de três anos, refere a “competência técnica, aptidão, experiência profissional e formação adequada evidenciadas na respetiva nota curricular”.

Carlos Ferreira nasceu a 31 de agosto de 1955 em Santarém. É licenciado em Psicologia, com estágio profissional efetuado no (ex) Centro de Higiene Mental de Santarém, com especialização nas áreas de clínica e de psicopedagogia. Desde 1980 é Professor Adjunto do Instituto Superior Politécnico de Santarém na Escola Superior de Saúde. Em maio de 1989 foi nomeado Dirigente da Administração Pública, como chefe de divisão de gestão de recursos humanos, da ARSS. Em 1996 foi nomeado no cargo de Diretor de Serviços de Administração Geral da Administração Regional de Saúde de Santarém. Foi assessor do Coordenador do Grupo Hospitalar do Médio Tejo (Hospitais de Abrantes, Tomar e de Torres Novas), que veio a originar a criação do Centro Hospitalar do Médio Tejo e em dezembro de 2001 foi nomeado Coordenador da Sub-Região de Saúde de Santarém (SRSS).

- Publicidade -

Em março de 2008 foi nomeado para “coordenar” a Sub-Região de Saúde de Santarém, para os assuntos de gestão corrente, por já se perspetivar a extinção da Instituição, a curto prazo, por força da criação dos ACES (Agrupamentos de Centos de Saúde), no âmbito da reconfiguração dos C.S.P.

Em março de 2009 foi nomeado Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde “Lezíria I – Ribatejo”.

Desde 2013 “coordena/chefia” serviços do ACES Lezíria, nomeadamente os que integram os gabinetes de “Informática, Sistemas de Informação, Planeamento, Apoio à Contratualização e Gestão de Recursos Humanos/Vencimentos”.

Tem participado em grupos de trabalho, ministrou formação em todo o país e tem inúmeras comunicações apresentadas em congressos e conferências e publicações em revistas de especialidade.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome