Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Rotas de Mação | Associação assinala um ano a desbravar trilhos e a divulgar encantos do concelho

Deu os primeiros passos em 2018, com um evento de geocaching em Ortiga, mas foi em outubro de 2020 que o projeto Rotas de Mação ascendeu a um grupo de mais de 40 voluntários com o intuito de formar e constituir uma associação cujo objetivo passava por dar a conhecer o território, as gentes, os saberes e os sabores, os usos e costumes e o muito património que compõe a identidade maçaense, projetando-o internamente mas também para o mundo. Passado um ano, a associação faz um balanço com saldo “muito positivo” deste primeiro aniversário no terreno, com muitas provas dadas e missões cumpridas, caso da instalação de uma rede de percursos pedestres por todo o território. A Rotas de Mação deixa ainda um agradecimento à comunidade maçaense, sublinhando a crença num futuro profícuo nestas “descobertas passo a passo”, no mundo das montanhas azuladas pintadas de verde horizonte.

- Publicidade -

Em comunicado, a Associação Rotas de Mação (ARM) frisa a sua crença “em Mação, na sua capacidade para atrair mais turistas, pessoas novas, gente dinâmica e empreendedora, capaz de potenciar aquilo que Mação tem de melhor: paisagens únicas, excelente gastronomia, História e Cultura”, pode ler-se.

Por outro lado, a Rotas de Mação entende este primeiro aniversário da constituição formal da associação “marca apenas o início de uma caminhada, serena e segura, rumo ao futuro. Um futuro feito de descobertas passo a passo neste concelho maravilhoso que é Mação”.

- Publicidade -

O objetivo passa por “dar a conhecer este território ao maior número possível de pessoas, convidando-as a descobrir as riquezas de Mação” e nem a pandemia veio atrapalhar as missões da ARM. “Apesar de todas as limitações impostas pelo contexto pandémico, o balanço destes 12 meses a trabalhar em prol do concelho e da região é, sem dúvida, muito positivo”, afirma.

“Tudo começou com a criação do primeiro conjunto de trilhos pedestres, entretanto homologados, a que se foram juntando novas ideias e mais pessoas. Aos poucos, foi crescendo o entusiasmo e o volume de trabalho. A decisão de avançar para a constituição de uma associação foi um passo ousado, que contou com vários desafios, mas confiante. Estávamos em outubro de 2020”, recorda a ARM.

Num balanço da atividade da associação presidida por Leonel Mourato, mentor do projeto, enumeram-se diversas metas alcançadas em “12 meses de conquistas, algumas lições e muita ambição”.

“Vimos serem homologados os primeiros cinco percursos (PR) no concelho e, consequentemente, a serem percorridos por centenas de caminhantes vindos de várias latitudes do país e mesmo do estrangeiro;
Lançámos o site www.rotasdemacao.pt e a respetiva APP para dispositivos móveis, agregando num único local todos os operadores turísticos e informação relevante sobre o património material e imaterial do concelho;
Reforçámos a nossa presença nas redes sociais onde, no total – entre Facebook, Instagram e Linkedin, sem investimento publicitário envolvido -, já contamos com mais de 15 mil seguidores;
Organizámos vários eventos, de caminhadas a workshops, passando por ações de recolha de resíduos e/ou sensibilização para a recuperação de ecossistemas;
Abrimos novos trilhos e colaborámos com a C. M. Mação e Juntas de Freguesia na limpeza dos percursos já homologados;
Organizámos vindas de jornalistas a Mação e promovemos a divulgação do território junto da comunicação social, não só a nível regional, mas também nacional;
Marcámos e propusemos 5 novos trilhos para homologação à Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal”, pode ler-se no levantamento da ARM.

Entre outras ações, consta também “o levantamento dos produtores locais, restaurantes e alojamentos disponíveis no concelho tendo em vista a realização de parcerias com todos os parceiros turísticos”, bem como o trabalho recente para criação de “um trilho BTT (Grande Rota das Montanhas Azuis) envolvendo os grupos de cicloturismo já existentes no concelho” e para o qual já começa a ser criado um grupo de trabalho distinto.

Também cientes da diversidade em termos de caraterísticas do território, foram iniciados  “estudos técnicos para a criação de uma Via Ferrata na zona do Cabril (Vale da Mua, freguesia de Envendos) e novas vias de escalada em vários pontos estratégicos do concelho”, sendo esta uma atividade com potencial naquela zona do concelho.

A Associação diz também ter estado ao lado das associações locais, auxiliando na promoção de iniciativas nos seus canais de comunicação.

“Aliámo-nos aos que acreditam nas potencialidades do concelho de Mação e, tal como nós, ousam acreditar que a interioridade não tem de ser uma maldição, é uma bênção e pode ser uma mais-valia!”.

NOTÍCIA RELACIONADA

Associação Rotas de Mação preparada para “abrir o concelho ao Mundo”

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome