Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Julho 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Trincanela

Rotary Clube de Abrantes desenvolve ação em todas as escolas de Abrantes, Mação e Sardoal

O Rotary Clube de Abrantes (RCA), no desenvolvimento do seu programa de ação para o ano rotário 2015/2016, realizou recentemente um rastreio visual e auditivo a todos os alunos do 1º ano do ensino básico em todas as escolas dos concelhos de Abrantes, Mação e Sardoal. Cerca de 340 crianças foram abrangidas por este rastreio visual e auditivo.

- Publicidade -

Mais uma vez, e como vem sendo habitual, “foi uma ação marcante do Clube junto da comunidade em geral e da comunidade escolar em particular”, realça o Rotary de Abrantes, em comunicado. “Na dupla ação realizada este ano foram rastreados 334 alunos, o que representa bem a envolvência e a abrangência da iniciativa que, para além dos alunos diretamente abrangidos, envolve também as suas famílias e toda a comunidade escolar”, destaca a mesma nota.

Trata-se de um dos projetos estruturantes do Rotary Clube de Abrantes com caráter de continuidade, iniciado já no ano rotário de 2002/2003 com o rastreio à visão. Cientes das necessidades dos alunos, e atendendo às preocupações manifestadas pelas Escolas e pelos Professores, no ano rotário de 2010/2011, passou também a fazer-se o rastreio à audição.

- Publicidade -

Para os membros do RCA, “é muito gratificante verificar a forma calorosa como são recebidos nas escolas, assim como é reconfortante receber mensagens de apoio que são transmitidas pelo trabalho desenvolvido. Muitas vezes, é nesta ação que são despistadas e resolvidas situações anómalas no campo da visão e da audição, que podem condicionar a capacidade de aprendizagem dos nossos jovens”, sublinham.

 

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here